A violência se espalha como um vírus pelo país

Por/Bell Silva

Atualmente o cidadão brasileiro, seja ele das pequenas ou grandes cidades, vive no mais completo abandono no que tange a segurança pública.

Em cada parte do Brasil, seja em qualquer das regiões, os governos locais não conseguem combater a criminalidade que toma conta das cidades como um vírus que se espalha rapidamente através dos ares. A violência urbana, contra as mulheres e crianças, nos estádios de futebol e a própria violência no trânsito parece não ter fim.

A ausência ou a certeza da impunidade, pode ser também um dos motivos do crescimento absurdo em relação aos números das estáticas de violência em todo o país.

O Governo Federal vem tentando “mascarar” a nossa falta de segurança, para o resto do mundo, enquanto vivemos uma realidade muito, mas muito diferente.

O cidadão está cada vez mais aprisionado em seus lares (quando ele também não é alvo de bandidos), enquanto os marginais estão ocupando um espaço que deveria ser nosso. Vivemos uma inversão de valores, onde o criminoso é visto como “vítima do sistema”. É a situação onde literalmente, “a banana está comendo o macaco”.

Nos grandes eventos como a Copa do Mundo, as Olimpíadas que se aproxima, são tomadas medidas para aumentar a sensação de segurança por parte dos governos. Forças de Segurança são colocadas nas ruas com a utilização até do Exército. No entanto, no dia seguinte ao encerramento das atividades, volta tudo como era antes.

A sociedade então começa a procurar um culpado por causa da violência, mas se esquece que aqueles que estão na base da pirâmide, que são os policias civis e militares, estão “enxugando gelo” diante das falhas e brechas na Lei.

Nossos políticos, que realmente podem mudar essas Leis, estão cercados de seguranças, pública e privada, e por isso nem se tocam para o problema.

Se algo não foi feito o mais rápido possível estamos prestes a voltar a viver como no “Velho Oeste”. Cada um com sua arma na cintura para defender seu quinhão . Ah, estava esquecendo. O Estado retirou também do cidadão de bem, o direito de ter uma arma para se defender. O bandido, esse continua armado, e bem armado. Às vezes até melhor que as polícias.

Julho 2017

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here