Apreensões de maconha nas estradas neste ano superam as de 2018

Numa das últimas apreensões de drogas, maconha era transportada no meio de uma carga de repolhos

Nesta quinta-feira (11), a Polícia Rodoviária Federal apresentou balanço de apreensões de maconha nas estradas federais que cortam Minas Gerais. Conforme dados da corporação, apenas nos seis primeiros meses de 2019, a quantidade de droga recuperada supera em mais de duas toneladas a quantidade de maconha apreendida ao longo de todo o ano passado.

Ao todo, de janeiro até o dia 1º de julho deste ano, já foram apreendidos 16.790 kg da droga nas rodovias federais que cortam o Estado. Nos doze meses de 2018, o volume foi de 14.017 kg.

Para o inspetor Aristides Júnior, assessor regional de comunicação da PRF, este aumento expressivo nas apreensões de maconha no Estado se deve a uma série de fatores: o aumento no treinamento efetivo, trabalho de inteligência integrado em todo o país e a criação dos canis de cães farejadores.

Em um intervalo de menos de 30 dias, a PRF impediu o transporte de mais de cinco toneladas da droga em rodovias mineiras. Somente na noite do dia 31 de maio, uma ocorrência na BR-267, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, a PRF localizou 2,2 toneladas de maconha. A substância estava escondida em uma carreta sob a alegação de transporte de farelos.

Já no dia 27 de junho, desta vez na BR-251, em Montes Claros, no Norte de Minas, foram apreendidas mais de três toneladas de maconha e 50 quilos de cocaína. As drogas estavam escondidas em um caminhão que transportava repolhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui