ArcelorMittal diz que evacuação em Itatiaiuçu foi medida de precaução

Moradores de Itatiaiuçu também são retirados de região de barragem da ArcelorMittal

A ArcelorMittal Mineração informou hoje (8) que a evacuação de uma comunidade próximo à barragem de rejeitos Serra Azul, em Itatiaiuçu (MG), foi feita como medida de precaução. Cerca de 200 pessoas foram retiradas do local. A ação, segundo a empresa, decorre de “inspeção e auditoria minuciosas” da barragem, realizadas após recentes incidentes no setor de mineração no Brasil.

“Empregando uma metodologia mais conservadora, a auditoria independente responsável pela declaração de estabilidade revisou o último relatório e adotou para a barragem um fator de segurança mais restritivo”, informou a ArcelorMittal, por meio de nota. A avaliação, segundo a mineradora, incluiu testes de stress feitos na barragem a partir de dados e aprendizado decorrentes dos eventos na barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

Ainda de acordo com o comunicado, com base na variação do fator de segurança, a decisão tomada foi de retirar todos os moradores para que testes adicionais sejam realizados e medidas de mitigação sejam implementadas. O trajeto a ser seguido pelo fluxo em caso de colapso da barragem, avaliado quando a barragem estava ativa, era de aproximadamente de 4 a 5 quilômetros (km).

“Esta é uma medida puramente de precaução, visto que a comunidade se situa a 5 km de distância da barragem. A empresa concluiu que não se pode correr absolutamente nenhum risco, e que, apesar do transtorno para a comunidade, esta é a decisão correta.”

A comunidade está sendo transferida para acomodações temporárias. Os moradores, segundo a mineradora, devem permanecer acomodados neste novo local enquanto testes adicionais estão em andamento e até que a segurança da barragem de rejeitos possa ser “100% garantida”.

A mina de Serra Azul produz 1,2 milhão de toneladas de concentrado e minério granulado. A barragem de rejeitos, do tipo à montante, está desativada, de acordo com a ArcelorMittal, desde outubro de 2012. É a única do tipo à montante – mesmo modelo da que se rompeu em Brumadinho – dentre as barragens da empresa.

Bela Vista de Minas

A ArcelorMittal, que possui unidade de mineração em Bela Vista de Minas, ressaltou no comunicado que “operações na Mina do Andrade, em Bela Vista de Minas, não existem barragens por termos aqui um processo à seco. Sendo assim, as operações na unidade continuam normalmente, sem nenhum risco à comunidade interna ou externa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui