Bolsonaro critica prova do Enem por abordar identidade de gênero

Em entrevista exclusiva à TV Bandeirantes, nessa segunda-feira (5), o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que tão grave quanto a corrupção no país, é a ideologia, que, segundo ele, está muito arraigada por parte de alguns.

Ele citou o exame do Enem, aplicado no último domingo (4), que abordou em questões a identidade de gênero. Segundo ele, questões desse tipo estimulam o interesse dos alunos sobre o assunto.

Bolsonaro considera que é preciso fazer com o que Enem cobre dos estudantes conhecimentos úteis, que tenham a ver com a história do Brasil, com a cultura, e não com uma questão específica LGBT.

O presidente eleito afirmou ainda que parece haver uma supervalorização de quem nasceu assim ou tem esse comportamento.

Sobre a escola sem partido, ele disse que os profissionais de educação devem respeitar as tendências partidárias dos alunos em debates.

Bolsonaro finalizou afirmando que não vê problemas na sugestão dada por um de seus filhos para que alunos filmem os professores.

Na avaliação dele, essa solução deveria ser motivo de orgulho e não de preocupação dos docentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui