As famílias de baixa renda que residem em cidades com até 50 mil habitantes poderão financiar imóveis de valores mais altos pelo programa Minha Casa Minha Vida.

Aquelas que vivem em municípios com menos de 20 mil moradores também terão um subsídio maior da Caixa Econômica Federal para o financiamento.

Nas cidades com menos de 20 mil habitantes até o máximo de 50 mil moradores, o valor máximo do imóvel a ser financiado pulou para R$ 145 mil no Distrito Federal, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Já para os estados da região Sul, Espírito Santo e em Minas Gerais, R$ 140 mil . Em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul para R$135 mil e no Norte e Nordeste para R$130 mil.

Além do aumento do valor dos imóveis que podem ser financiados pelas famílias de baixa renda, a Caixa aumentou o subsídio para financiamentos da faixa 2 em cidades de até 20 mil habitantes.

O abatimento passou de R$10.545 para R$11,6 mil para os mutuários com renda familiar bruta de R$ 1,8 mil.

Para as demais faixas o Minha Casa, Minha, os subsídios continuam os mesmos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui