Somente neste ano, mais de 35 mil ligações irregulares de energia elétrica (conhecidas como gato) foram descobertas pela Cemig em Minas Gerais em apenas seis meses, média de quase 6 mil por mês.Foram realizadas, de janeiro até junho, 115 mil vistorias em ligações.

Segundo Armando Rocha, engenheiro de distribuição da Cemig, a estatal possui um centro de inteligência por onde é feito o acompanhamento do consumo de todos os clientes. A partir das informações, é feita uma análise daqueles que possui algum indicativo de irregularidade. Identificado isso, a empresa envia uma equipe ao campo para fazer a inspeção.

Além das inspeções de rotina, a Cemig realiza, a cada 15 dias, mutirões para minimizar o prejuízo anual de aproximadamente R$ 450 milhões com o furto de energia.

Os famosos gatos podem provocar sobrecarga na rede elétrica, acidentes graves, danos aos equipamentos elétricos e queda na qualidade da energia. Além disso, a Cemig diz que a tarifa dos consumidores mineiros poderia ser até 5% menor se não houvesse gatos.

O consumidor também pode auxiliar a companhia no combate ao furto de energia, denunciando irregularidades. Essas denúncias são feitas de forma anônima pelo telefone 116.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui