Após ficar quatro semanas sem registrar nenhum caso suspeito de dengue, a doença voltou a assombrar João Monlevade. É o que mostra o último boletim de epidemiológico de monitoramento dos casos de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) nesta segunda-feira (9).

O boletim aponta que João Monlevade tem 2.359 casos prováveis de dengue, com uma morte. No boletim do dia 27 de agosto eram 2.349 casos prováveis e 2.341 no dia 12. Nos dados divulgados nessa semana foram descartados todos os casos prováveis de Febre Chikungunya na cidade. Pessoas que podem ter contraído a zika são cinco.

Até setembro deste ano, cerca de 132 pessoas morreram de dengue em Minas Gerais. Em todo o ano passado, 12 mortes foram confirmadas. De acordo com a SES, já são 474.693 casos prováveis da doença.Minas Gerais segue em estado de alerta no aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

Em relação à Febre Chikungunya, Minas Gerais registrou 2.632 casos prováveis da doença em 2019. Até o momento, foi confirmado 1 óbito para chikungunya no município de Patos de Minas. Já em relação à Zika, foram registrados 834 casos prováveis da doença em 2019, até a data de atualização do boletim.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui