Dirceu deixa Brasília para cumprir pena em Curitiba

O ex-ministro José Dirceu já saiu de Brasília e segue a caminho de Curitiba.

José Dirceu partiu de Brasília ainda durante a madrugada desta sexta-feira (17). Ele tem que se entregar em Curitiba até às 16h.

Assessores do político informaram que ele foi de carro para o Paraná.

O mandado de prisão foi assinado após a decisão da segunda instância da Justiça Federal determinar a execução provisória da pena de 8 anos e 10 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, no âmbito da Operação Lava Jato.

A quarta seção do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o TRF4, sediado em Porto Alegre, por unanimidade negou recurso da defesa de Dirceu e determinou o cumprimento da pena com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), que autoriza prisão ao fim dos recursos em segunda instância.

A defesa de José Dirceu buscava a prescrição dos crimes, por causa da idade avançada do ex-ministro, hoje com 72 anos.

Também foi determinado que o irmão de Dirceu, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, condenado no mesmo caso, comece a cumprir sua pena de 8 anos e 9 meses de reclusão.

O processo envolve o recebimento de propina em contrato superfaturado da Petrobras com a empresa Apolo Tubulars para o fornecimento de tubos à estatal, entre 2009 e 2012.

José Dirceu e o irmão teriam recebido R$ 700 mil por meio da construtora Credencial. A denúncia também contabiliza como propina o uso de aeronaves em mais de 100 voos feitos pelo ex-ministro.

Já os executivos da Apolo Tubulars, empresa que teriam fornecido os tubos à estatal, foram absolvidos das acusações por falta de provas suficientes.

A condenação, na primeira instância, foi proferida em março de 2017, pelo então juiz federal Sérgio Moro e confirmada pela oitava turma do TRF4, em setembro do ano passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui