Escola de Farmácia pioneira na América Latina completa 180 anos

O aniversário da Escola de Farmácia da UFOP será comemorado no dia 4 de abril

A Escola de Farmácia da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), a mais antiga da América Latina, completa 180 anos no dia 4 de abril. O aniversário de fundação será comemorado nos dias 5, 6 e 7, pela universidade, em parceria com a Associação de Ex-alunos da Escola de Farmácia (ASEEFAR) e o Conselho Federal de Farmácia (CFF).

No dia 6 de abril, a programação incluirá uma ação social voltada à população, das 8 às 13 h, na Praça Tiradentes, e uma solenidade em comemoração ao jubileu, às 18 h, no Centro de Convenções da UFOP. Serão homenageados alunos, ex-alunos e personalidades que contribuem para o desenvolvimento das Ciências Farmacêuticas e da saúde pública brasileira.

Durante a ação social, alunos e ex-alunos compartilharão com a comunidade ouro-pretana as competências adquiridas na graduação e ao longo de sua vida profissional. Uma grande estrutura será montada na Praça Tiradentes para oferecer à população a oportunidade de acesso aos serviços farmacêuticos.

Serão realizados exames, medida da pressão arterial e frequência cardíaca, orientação sobre uso correto, armazenamento e descarte de medicamentos, distribuição de plantas medicinais e coleta de medicamentos vencidos ou em desuso. Em estandes especialmente ambientados, os profissionais voluntários apresentarão as diferentes áreas de atuação do farmacêutico.

Fundada em 1839, a Escola de Farmácia da UFOP formou mais de 12.000 profissionais durante seus 180 anos de existência. A sua consolidação se deu após a proclamação da República e representa um marco de pioneirismo na área da saúde. A UFOP foi a primeira instituição da América Latina a desvincular os estudos farmacêuticos e médicos.

Ao longo de sua existência, a instituição preservou um acervo formado por material didático de origem europeia, mobiliário, drogas e equipamentos do final do século XIX, documentos com registro de sua vida acadêmica e administrativa, livros, periódicos e teses com ênfase no século XIX e início do século XX.

Este conjunto encontra-se em prédio onde funcionou o Congresso Mineiro e onde foi promulgada a primeira Constituição Republicana do Estado, ocupado pela Escola de Farmácia desde o início do século XX.

Utilizando parte deste acervo, o Museu de Pharmacia abriga a mostra “Ensino e prática profissional de Farmácia em Ouro Preto no final do século XIX e início do século XX” que pretende propor mecanismos de análise do presente e de compreensão das tendências do futuro da profissão farmacêutica, através da interação dos visitantes com o seu passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui