A cada 36,5 dias do ano de 2018, foi registrado um caso de dengue em João Monlevade. Os dados constam em  boletim divulgado nesta segunda-feira (7), pela  Secretaria de Estado de Saúde (SES). O município fechou o ano com 10 pessoas com positivo para dengue. Em 2017, os registros foram o dobro: 20.

Em relação à febre chikungunya, João Monlevade teve dois casos em 2018 e três no ano anterior.  Em 2017, houve apenas um registro do zika vírus na cidade e, no ano passado nenhum caso da doença.

As três doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em água limpa e parada. Por isso a importância de se manter quintais limpos e caixas d´água vedadas.

O último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (Liraa) divulgado em outubro de 2018 apontou que João Monlevade está em alerta para infestação do mosquito. O Índice de infestação foi registrado em 2,3. O que representa que a cada 100 casa vistorias, duas casas tinham focos do Aedes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui