Leles Pontes é eleito presidente da Câmara para biênio 2019/2020

A Chapa encabeçada por Leles Pontes foi eleita com 8 votos

Aconteceu na noite de ontem (5) em reunião extraordinária, realizada logo após a Reunião Ordinária da Câmara Municipal de João Monlevade, a eleição para a nova mesa diretora da Casa para o biênio 2019/2020.

Os parlamentares tiveram até às 21h de ontem para registrar as chapas que iriam concorrer ao pleito. Duas chapas foram inscritas e teve votação apertada.

Pelo placar de 8 votos a 7, a Chapa 1 formada pela base de apoio ao governo da prefeita Simone Carvalho Moreira (PSDB), encabeçada pelo vereador Geraldo Camilo Leles Pontes (PRB), como presidente; Guilherme Nasser Silvério (PSDB), vice-presidente; Cláudio Domingues Magalhães, o “Cebolinha” (PTB), 1º secretário e Antônio Paulo  Magalhães, o “Toninho Eletricista” (PHS), 2º secretário, foi eleita para assumir a mesa a partir de Janeiro.

A Chapa 2, derrotada na eleição, era encabeçada por Geraldo Antônio Marcelino, o “Tonhão” (PPS), para presidente; Revetrie da Silva Teixeira (PMB) vice-presidente; Fábio Lúcio da Silva (PP), 1º secretário e Belmar Lacerda Diniz (PT), 2º segundo Secretário.

A eleição para a presidência no Legislativo Municipal, disputada por duas Chapas, ocorre duas décadas desde a última realizada em 1998, quando Djalma Bastos, então presidente, foi eleito pelo mesmo placar de 8 a 7. A diferença, é que naquela época a votação era feita através de escrutínio secreto, utilizando cédulas de papel. Na eleição de ontem, os vereadores declararam seus votos publicamente na Tribuna.

Após a eleição da mesa o candidato a presidência Tonhão, derrotado pela Chapa 2, disse que alguns parlamentares da chapa adversária “fez barganha com o Poder Executivo” para mudarem de posição. “É muito feio para um vereador enganar a população, fazendo barganha com coisas públicas. Eles assinaram atas e mudaram de posição na última hora”, desabafou o vereador.

Em seu pronunciamento o presidente eleito Leles Pontes agradeceu a votação e disse que havia preparado dois discursos. Um para ser lido caso eleito e outro em uma possível derrota. Leles agradeceu aos colegas vereadores e disse que a Casa precisa trabalhar em harmonia com o Poder Executivo e que, a partir de agora todos devem trabalhar juntos em prol da população, e que sua presidência será pautada pela transparência. O presidente eleito agradeceu a prefeita Simone Moreira e destacou os desafios enfrentados pelo do Município por causa dos atrasos nos repasses de dinheiro pelo governo estadual, que já somam mais de R$22 milhões.

Leles Pontes assume a presidência em Janeiro do ano que vem.

Mesa diretora eleita para o biênio 2019/2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui