Para evitar multa milionária, Cemig inicia obras de subestação em São Gonçalo nos próximos dias

Representantes do Executivo e da Cemig se reuniram para definir acordo

A Cemig começa, nos próximos dias, as obras referentes à construção de uma rede de subestação de energia exclusiva para São Gonçalo do Rio Abaixo. A decisão foi anunciada no dia 4 de outubro, durante reunião de tentativa de acordo realizada entre representantes da concessionária de energia e do Executivo.

O encontro ocorreu no Gabinete da Prefeitura, dias depois do juiz da Comarca de Santa Bárbara, José Afonso Neto, estabelecer prazo de 15 dias para início das obras, sob pena de multa diária de R$50 mil até o limite de R$2 milhões.

Em janeiro de 2014, a Prefeitura de São Gonçalo firmou contrato com a Cemig, com pagamento à vista de R$1.095.573,79. A subestação exclusiva tem por objetivo ampliar o fornecimento de energia no município, garantindo a plena funcionalidade dos distritos industriais e outras demandas.

De acordo com o contrato, as obras deveriam ter sido concluídas em janeiro de 2015, mas a Cemig nem iniciou os serviços. O prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho chegou a se reunir com representantes da concessionária cobrando agilidade nas obras e um prazo de 90 dias foi concedido à Cemig, sem sucesso.

A Prefeitura acionou a Justiça solicitando tutela de urgência no cumprimento do contrato. Para evitar problemas judiciais, a Cemig se comprometeu em concluir o empreendimento dentro de um ano. A previsão é de que a rede de subestação esteja pronta em outubro de 2017.

Participaram da reunião de tentativa de acordo, sete representantes da Cemig, o procurador jurídico da Prefeitura, Edson Otaviano Ferreira, o secretário municipal de Obras, Sandro José Pena da Silva, e o assessor Márcio Diana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui