Polícia Civil de Minas Gerais realiza leilão de veículos em Manhuaçu

O Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), por meio da Delegacia Regional de Polícia Civil de Manhuaçu, realizará nos dias 28 e 29 de abril, mais um leilão de veículos apreendidos por infração de trânsito e com impedimentos administrativos.

Serão leiloados cerca de 800 (oitocentos) veículos entre motos e automóveis. Alguns, considerados “sucatas”, servem apenas para aproveitar as peças, pois não poderão circular. Outros, considerados “recuperáveis” poderão, após reforma, vistoria e licenciamento, circular novamente.

O Delegado Regional de Manhuaçu, Carlos Roberto de Souza, explicou que entre os veículos considerados sucatas estão carros e motos em perfeita condições de uso, mas por ser de outros estados não podem nem circular nem serem legalizados em Minas Gerais. “Como não temos condições de dar baixa em multas e taxas relacionadas a outros estados, estes veículos somente podem ser aproveitados para venda de peças”, disse o delegado.

De acordo com o edital, o arrematante precisa pagar a taxa de transferência e o seguro obrigatório por Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). Ainda, segundo o documento, os carros e as motocicletas considerados “recuperáveis” podem voltar a circular desde que o comprador tome todas as providências necessárias no prazo e na forma exigidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e pelas resoluções do edital. Já os considerados “sucatas”, ou seja, irrecuperáveis ou definitivamente desmontados, não podem voltar a circular.

Os veículos devem ser pagos a vista no prazo de três dias. Segundo o Detran-MG, o dinheiro arrecadado será utilizado para pagar os serviços de reboque e as diárias do pátio, onde os veículos são guardados, além de dívidas como multas e parcelas atrasadas do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

O delegado destaca ainda que este é o primeiro leilão onde todo o processo será informatizado. “Estamos implantando um sistema no qual todo o leilão será acompanhado e os dados lançados no sistema simultaneamente com o arremate do lote, proporcionando assim uma segurança maior para quem está comprando o bem e evitando fraudes no processo”, frisa.

As visitações aos lotes ocorrerão a partir de sábado, 22 de abril, nos pátios credenciados onde os veículos se encontram recolhidos.

O delegado alerta que os interessados em participar do leilão podem visitar os lotes nos dois pátios credenciados. O pátio Manhuaçu fica no Córrego da Sinceridade indo de Manhuaçu para Reduto, primeira entrada ao lado Predalle, e o Pátio São Lucas, na rodovia dos Estudantes, bairro Ponte da Aldeia, indo para Ponte do Silva. E ainda ressalta que “antes perder a viagem do que levar um veículo em mal estado pra casa”.

Após o dia 22, os lotes estarão disponíveis na internet e poderão ser consultados no site www.6drpc.com.br/leilão.

Alguns pontos relevantes para o LEILÃO

Veículo “recuperável”: após ser recuperado, receberá o licenciamento e poderá voltar a circular.

Veículo “sucata”: deverá ser desmontado e não poderá voltar a circular. SÓ PODERÁ SER ARREMATADO POR PESSOA JURÍDICA (EMPRESA) com CNPJ.

Pagamento: A pessoa que arrematar o veículo receberá um Documento de Arrecadação Estadual (DAE) e terá 3 (três) dias úteis para quitá-lo diretamente nas agências bancárias do Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Mercantil do Brasil e Bancoob. Nenhum valor é pago no momento do arremate.

Documentos necessários para arrematar veículo: cédula de identidade, CPF e comprovante de endereço. E no caso de empresas cópia do cartão CNPJ.
A comissão de leilão frisa que não existem despesas com o pátio e nem tem que pagar comissão para o leiloeiro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA