Populares tentam invadir hospital onde é atendido autor do massacre em Paracatu

O autor teria matado a ex-namorada com uma facada no pescoço, antes de seguir para a igreja. Foto/PMMG

Populares revoltados com o massacre na cidade de Paracatu, tentaram invadir na noite de ontem (21), o Hospital Municipal da cidade, onde está internado o autor dos crimes Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos. Ele está inconsciente e policias fazem a escolta na unidade de saúde.

No massacre quatro pessoas foram executadas por ele, três delas a tiros dentro da igreja.

Rudson foi baleado por policiais com um tiro na clavícula após executar a última vítima que usava como refém.

As vítimas mortas na igreja foram identificadas como Rosângela Albernaz, de 50; Marilene Martins de Melo Neves, 52; e Antônio Rama, 67, pai do pastor Evandro Rama, que celebrava o culto no momento da ocorrência e a ex-namorada dele Heloísa Vieira Andrade, de 59, morta momentos antes com um golpe de faca no pescoço. A motivação para a ação de Rudson ainda é desconhecida.

Nesta quarta-feira ocorre na cidade o velório das três vítimas executadas no interior da igreja. Já o corpo da ex-namorada de Rudson, a pedido de familiares,  será levado para Uberlândia, onde será sepultado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui