Prefeito cede imóveis para associações da região do Gabiroba

Durante a solenidade, o prefeito ressaltou a necessidade de contribuir com as ações desenvolvidas pelos líderes comunitários

O prefeito Ronaldo Magalhães oficializou na tarde de ontem (9), em seu gabinete, o decreto nº 2.120 que permite o uso de um imóvel municipal pelas associações de Amigos do Bairro Jardim Gabiroba e de Pais e Amigos da Gabiroba da Direita, por 15 anos.

Durante a solenidade, o prefeito ressaltou a necessidade de contribuir com as ações desenvolvidas pelos líderes comunitários. “Procuramos integrar, cada vez mais, o poder público e a comunidade. Este ato de permissão de uso de um espaço esportivo, ou seja, o ponto de encontro de toda a comunidade, nos causa imensa alegria. Acima de tudo, fazemos isso porque acreditamos nas pessoas que estão no bairro trabalhando para a comunidade e nos ajudando a construir uma Itabira melhor. Espero que todos continuem fazendo um bom uso do espaço”, salientou Ronaldo Magalhães.

De acordo com o documento, o imóvel, composto por quadra de esportes, vestiários, lanchonete e equipamentos, está localizado na avenida Almir Pessoa de Magalhães, nº 321 e será utilizado para desenvolver projetos, práticas esportivas e eventos culturais dos dois bairros.

“Gostaria de agradecer a todos pelo apoio e compromisso que tiveram com a gente. Que possamos transmitir coisas boas também para o governo e a comunidade”, disse o presidente da Associação de Amigos do Bairro Jardim Gabiroba, Helvécio Evangelista da Silva.

Já o presidente da Associação de Pais e Amigos do Gabiroba da Direita, José Antônio dos Santos Sobrinho, lembrou a importância do serviço comunitário na manutenção dos espaços públicos. “Devemos começar neste sábado (12) a pintura da quadra. Sabemos que a Prefeitura está passando por uma situação financeira difícil, assim como nós estamos. Por isso, buscamos parcerias com empresários para nos ajudar a realizar melhorias no imóvel para ter mais condições de uso. E convido o senhor prefeito a nos visitar assim que acabarmos de pintar a quadra”.

Em contrapartida, as associações deverão manter uma agenda de uso para a comunidade e arcar com as despesas básicas – água, energia elétrica e limpeza. Entretanto, para custear esta manutenção, os responsáveis poderão estabelecer valores simbólicos pelo uso do espaço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui