Prefeitos apresentam balanços dos 100 dias de governo

Em Itabira, prefeito Ronaldo Magalhães disse que é impossível quitar a dívida em quatro anos

Passados os 100 primeiros dias do início dos governos municipais, os prefeitos começam a apresentar balanço de ações. Em Itabira, o prefeito Ronaldo Magalhães reuniu a imprensa e destacou dívida municipal de R$ 146 milhões, com 416 fornecedores com pagamentos em atraso. Além disso, o deficit orçamentário está acima de R$ 8 milhões, já que o município arrecada R$ 28.893.328,06 por mês, mas gasta pouco mais de R$ 37 milhões.

O objetivo desde o primeiro dia de governo, segundo o prefeito Ronaldo Magalhães, é equilibrar a receita. “Para isso, teremos que refazer o plano de governo porque não existe recurso e vamos ter que nos adequar à nova realidade. Então, infelizmente, os cortes serão necessários. Dói, mas é nossa responsabilidade fazer isso”, afirmou o prefeito.
Segundo Ronaldo Magalhães, é impossível quitar a dívida em quatro anos. “Ou seja, vai ficar para os próximos governos”. Ronaldo explicou que a partir de agora as ações do governo terão que se adaptar à realidade.

O prefeito afirmou que todos os contratos sofrerão cortes de 30% e vários custos terão que se adequar à receita. “A primeira tomada de decisão foi fazer cortes e ainda temos que fechar esses números para ver o que pode ser feito. Cortamos fazendo ajuste de pessoal, reduzindo 112 cargos comissionados, acabamos com o apostilamento e estamos revendo todos os contratos.

Catas Altas

A atual Administração de Catas Altas, sob a liderança do prefeito José Alves Parreira e do vice-prefeito Fernando Rodrigues Guimarães, destacou que a maior dificuldade encontrada no início do governo foi colocar “a casa em ordem”, uma vez que os prédios públicos e grande parte dos equipamentos nas secretarias estavam sem condições de funcionamento adequado, segundo eles. “O cenário que encontramos ao assumir a Prefeitura no dia 1º de janeiro era lastimável. Tinha mato e entulhos espalhados; redes elétrica e hidráulica comprometidas; paredes sujas, descascadas e mofadas; telhado quebrado; veículos e maquinários com defeitos; e muito outros problemas”, relembrou Parreira.

O prefeito enfatizou que não houve demissões de servidores públicos e uma reorganização do quadro, gerando economia financeira de aproximadamente R$ 250 mil por ano. Ações na educação, saúde, agricultura e meio ambiente, cultura e turismo, esporte e lazer, assistência social, obras e segurança também foram destacadas por ele.

Santa Bárbara

O prefeito de Santa Bárbara, Leris Braga, apresenta balanço dos 100 dias de governo no II Fórum de Gestão Pública, de 10 a 12 de abril. O evento apresenta ações, programas e projetos implantados pela gestão, em um contexto de transparência das políticas públicas, receitas e despesas da administração municipal. Além da fala do Prefeito Municipal, haverá apresentações realizadas pelo vice-prefeito Alcemir Moreira, pelo secretário adjunto de Governo, Esportes e Juventude, Jorge Germano e pelo secretário de Saúde, Geovani Ferreira.

Os palestrantes serão o consultor do Sebrae Haroldo Araújo, a turismóloga especialista em Sustentabilidade e Desenvolvimento Local Gláucia Borba, o médico de saúde da família Jorge Alberto, o advogado especialista em Direito Processual Juliano Xavier e o jornalista e escritor Caco Barcellos, que também é diretor do programa Profissão Repórter, da TV Globo.

Julho 2017

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here