Presos provocam motim no Presídio de Itabira

Os detentos teriam ateado fogo em colchões e por isso, foi necessária a intervenção do GIR. Foto: Atila Lemos

A falta d’água no Presídio de Itabira na manhã desta quarta-feira (3) foi motivo para um motim na unidade prisional. Segundo apurou a reportagem do site O Popular, os detentos atearam fogo em colchões, cobertores e provocaram algazarras nas celas.

O Grupo de Intervenções Rápidas (GIR) foi acionado. Segundo informações, balas de borrachas e bombas de gás foram usadas pelos agentes para conter o princípio de motim.

A reportagem  entrou em contato com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), que ficou de emitir uma nota oficial sobre a situação na unidade prisional, mas até a postagem da matéria não obtivemos retorno.

Em nota divulgada na manhã desta quinta-feira (4),  a Seap informou que na manhã desta quarta-feira, 03, por volta das 10h, ocorreu uma situação de subversão da ordem na unidade prisional. Internos colocaram fogo em pedaços de colchões e em cobertores alegando falta de água na unidade. A ação foi prontamente controlada pelos agentes, sem feridos e danos ao patrimônio físico. A direção do presídio irá instaurar um Procedimento Interno para apurar as circunstâncias e responsabilidades sobre o ocorrido.

Sobre o abastecimento de água da referida unidade prisional, a pasta esclarece que o município de Itabira sofre um problema de desabastecimento de água recorrente e que tem sido sanado com a utilização de caminhões-pipa. No momento o abastecimento foi restabelecido.

*Texto atualizado às 11h43, de 04/04, com nota da Seap 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui