Quem não justificou ausência na eleição tem 60 dias para regularizar situação

Quem não pode votar e não justificou a ausência na eleição tem que regularizar a situação na Justiça Eleitoral.

Caso não se regularize, o eleitor paga uma multa e pode ficar impedido de assumir cargos públicos, caso passe em concurso, e também não pode se matricular em universidades federais ou tirar um passaporte

Para evitar o transtorno, a Justiça dá um prazo de 60 dias depois do 1º turno para justificar a ausência.

O eleitor deve imprimir e preencher o formulário de justificativa eleitoral, que tem no site do TSE, e levar à qualquer zona eleitoral, ou encaminhar pelos Correios para o cartório em que está inscrito.

O eleitor tem que apresentar ainda comprovante que justifique a ausência, como atestado médico ou as passagens de viagens.

No Distrito Federal, muita gente preferiu usar logo o domingo para justificar o voto.

Foram registradas longas filas em alguns postos de justificativa, em outros o fluxo de pessoas era alto, mas a fila andava rapidamente.

Foi o caso da jovem mineira Estefânie Nagamine, que lamentou por não ter solicitado o voto em trânsito.

O voto em trânsito permite ao eleitor votar fora do estado de origem, mas somente para o cargo de presidente da República.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui