Receita Estadual apura fraudes em Nova Serrana

Operação Desequilíbrio tem como alvo três empresas do setor calçadista da cidade

Operação Desequilíbrio tem como alvo três empresas do setor calçadista da cidade

A Receita Estadual, com apoio da Polícia Militar, desencadeou na manhã desta quarta-feira (3/4) a Operação Desequilíbrio, que tem como alvo três empresas do setor calçadista da cidade de Nova Serrana, na região Centro-Oeste de Minas Gerais.

Durante a operação, foram cumpridas buscas administrativas, com objetivo de copiar arquivos eletrônicos de computadores e notebooks encontrados nas empresas. A ação visa combater um esquema de sonegação fiscal e também impedir a continuidade da concorrência desleal promovida em função da fraude.

Após levantamentos feitos por auditores fiscais da Receita Estadual, ficou constatada a incompatibilidade entre o volume de entrada de matérias-primas e a produção de calçados oficialmente registrada pelos três estabelecimentos. Descartada a possibilidade de estocagem dos insumos e comprovada a inconsistência do volume de saída das mercadorias, as empresas passaram a ser monitoradas para se descobrir detalhes das irregularidades cometidas.

Todo o material apreendido (físico e digital) será encaminhado pelos auditores fiscais para análise, a fim de se reunir o maior número de provas da fraude cometida pelos alvos da operação, assim como subsidiar a instrução de ação penal pela prática de crimes contra a ordem tributária. Os dados extraídos também servirão para quantificar o tamanho da sonegação fiscal promovida até agora.

“A ação desta quarta-feira é parte do objetivo da Receita Estadual: garantir um ambiente saudável de concorrência ao empreendedor mineiro e manter o correto recolhimento dos impostos sobre esta cadeia produtiva. Uma questão vital para o desenvolvimento socioeconômico do nosso estado”, avaliou o superintendente regional da Fazenda em Divinópolis, Eduardo da Silva Mendonça.

A Operação Desequilíbrio contou com a participação de 20 servidores da Receita Estadual e seis policiais militares.

Economia forte

O setor calçadista é um importante segmento econômico da região Centro-Oeste. Somente em Nova Serrana e em cidades vizinhas, existem hoje cerca de 1.200 empresas em plena atividade. A produção anual chega a 105 milhões de pares de calçados como tênis, sapatos e sandálias. Distribuído por 12 municípios, este parque industrial gera 50 mil empregos diretos e indiretos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui