Transporte escolar irregular põe alunos em perigo . Settran promete mais fiscalização

Settran promete fiscalização de transporte escolar irregular em Monlevade

O transporte escolar não regulamentado em João Monlevade representa insegurança para os estudantes que se arriscam em vans e carros clandestinos. Os próprios pais, ao contratarem o serviço, expõem os filhos ao perigo. O órgão responsável pela fiscalização na cidade – o Setor de Trânsito e Transporte da Prefeitura – Settran, admite que há veículos em situação irregular e promete maior rigor.

Segundo o chefe da pasta, Breno Lima, será feito levantamento dos clandestinos junto à Associação dos Transportadores de Vans Escolares para apurar as denúncias. “Tomaremos as medidas legais cabíveis a fim de coibir a prática em nosso município, através de ações coercitivas conjuntas com a Polícia Militar”, enfatizou.

Ainda de acordo com informações de Breno Lima, Os veículos que fazem o transporte escolar na cidade devem passar por vistoria no início do próximo mês. Ele explicou que o transporte escolar regulamentado atende a critérios específicos de segurança.

Durante a inspeção são observados itens de segurança, equipamentos obrigatórios, como também higiene e conforto tais como: faroletes e sinaleiras, bancos, forros, funilaria e pintura, tacógrafo, extintor, pneus, cintos de segurança, trava das portas, buzina, pára- brisas e outros. Também é verificado se as faixas laterais e traseiras estão de acordo com as normas que regulamentam o Serviço de Transporte de Escolares.

Os motoristas credenciados, ao contrário dos piratas, precisam ter, entre vários critérios, auxílio de uma monitora e habilitação na categoria “D”. Além disso, os veículos legalizados devem cumprir prazo máximo de uso (12 anos, para vans, e 22, para ônibus) e passam por duas vistorias anuais. Eles possuem faixa amarela com a palavra “Escolar”, número de autorização, placa vermelha e selo no para-brisa dianteiro.

Julho 2017

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here