Vizinhos reclamam de sujeira e água parada em cemitério de Carneirinhos

Dezenas de potes de flores com água parada, lixo, mato e muitas folhas secas. Este é o estado do cemitério de Carneirinhos, no centro de João Monlevade. A falta de manutenção e limpeza do espaço tem possibilitado o acúmulo de água e a proliferação de mosquitos. A situação traz preocupação a moradores vizinhos ao cemitério. Eles estão apreensivos com as doenças que a grande quantidade de mosquitos possa provocar.

Um homem que mora perto do cemitério procurou a reportagem para denunciar a situação. Ele pediu para não ser identificado. “O cemitério está todo sujo e cheio de mato. É muito fácil ter muitos focos de água parada por lá. Alguns vasos estão cheios de larvas de mosquito e eu derrubei a água. Outros estão presos e fica impossível jogar a água fora”, comentou.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de João Monlevade foi procurada para comentar o assunto, mas até a postagem dessa reportagem não havia se manifestado.

Além do cemitério de Carneirinhos, o do bairro Baú também tem sido alvo de críticas devido a falta de manutenção em sua estrutura. No lugar, além do mato, partes do muro tem despencado. Como paliativo, a prefeitura usou placas de metal para cercar o local.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui