1º Festival MulticulturalJoão Monlevade encerra seu período de inscrições

Festival trará atrações musicais, teatrais e de dança

O evento contará ainda com a participação do dançarino e multi-artista Yuri Drumond

Encerrou-se no dia 28 de fevereiro, o prazo para as inscrições do primeiro Festival de Empreendedorismo Cultural da região, de abrangência estadual, produzido pelo Grupo Carla Lisboa – Negócios Criativos e Culturais, de João Monlevade.

No próximo dia 10 de março será divulgado o resultado dos artistas e grupos artísticos selecionados para integrar a programação oficial do evento, que começa no dia 19 de março e termina no dia a 21. Segundo a produtora Carla Lisboa, à frente da edição, as inscrições foram gratuitas, com o intuito de estimular um maior números de inscritos/selecionados. “Estamos selecionando propostas artísticas de dança, teatro, música, oficinas e painéis. As apresentações necessitam ser de cunho autoral ou releituras, restritas a participantes do estado de Minas Gerais”, explica. O festival, respeitando o período de pandemia, será realizado de forma virtual.

O evento contará ainda com a participação do dançarino e multi-artista Yuri Drumond, que fará a abertura oficial. Ele falará um pouco de sua trajetória artística e de projetos atuais e futuros.

Para compor a programação, serão selecionadas: 2 atrações de dança, 2 apresentações de teatro, 2 propostas de painéis (workshop e bate-papo), 2 oficinas e 3 apresentações musicais.

Sobre os valores a serem pagos a cada apresentação, Carla conta que serão distribuídos em forma de premiação, sendo: apresentações musicais: R$800,00; Apresentações de dança: R$800,00; Apresentações de teatro: R$800,00; Oficinas: R$700,00 e painéis e workshops: R$700,00, totalizando R$8.400,00 em premiações.

Empreendedorismo artístico

De acordo com Carla Lisboa, que também é a atriz e ativista cultural, a iniciativa é uma grande oportunidade para quem produz arte de forma independente, dando fomentação ao empreendedorismo artístico. “Quem batalha de forma independente na música, no teatro, dança, que tem uma oficina pronta ou a ideia de uma apresentação por painel ou workshop, deve ser parte desse grande espaço de trocas de experiências do fazer artístico.

Vale ressaltar que o festival é realizado por meio dos recursos obtidos através da Lei Emergencial Aldir Blanc, do Governo Federal.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui