Monlevade recebe plenária do Parlamento Jovem

A etapa municipal do projeto Parlamento Jovem Minas em João Monlevade será finalizada na próxima semana. Isto porque na quinta-feira, 22, às 15h, será realizada a Plenária Municipal do projeto, na Câmara de João Monlevade. Ao todo, 24 alunos votarão em seis propostas relativas ao tema deste ano, que é “Educação política nas escolas”.

Segundo as coordenadoras do projeto no município, as servidoras Cíntia Araújo e Evanir Merces Gonçalves, os alunos participantes vêm estudando propostas relacionadas ao tema desde março. Para tanto, assistiram às palestras ministradas e pesquisaram a realidade de cada escola participante do projeto, que são as escolas estaduais Luiz Prisco de Braga, Manoel Loureiro e Alberto Pereira Lima; Colégio Cesp e Colégio Kennedy. O resultado deste trabalho será apresentado na plenária municipal.

Polo Médio Piracicaba

Além de João Monlevade, concluem também este mês esta fase do Parlamento Jovem Minas as cidades de São Gonçalo do Rio Abaixo, Itabira e Conceição do Mato Dentro. As quatro cidades formam o Polo Médio Piracicaba. A partir de agosto se inicia a etapa regional. Nesta fase, todas as propostas dos quatro municípios serão analisadas e votadas pelos próprios estudantes durante a Plenária Regional, em São Gonçalo do Rio Abaixo, que é o município polo. O documento resultante desta plenária será apresentado à Assembleia Legislativa de Minas Gerais para a etapa estadual, em setembro.

Saiba mais sobre o Parlamento Jovem Minas

O projeto, desenvolvido em parceria com a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e a PUC Minas, tem como objetivo fomentar a formação dos jovens, de forma a incentivá-los a participar ativamente da política, propor melhorias e exercer de fato a cidadania. João Monlevade é a cidade da região que mais vezes participou do Parlamento Jovem, que foi institucionalizado por meio da resolução 694, de 2 de junho de 2016. O presidente Djalma Bastos (PSD) afirma que esse protagonismo vem sendo mantido com apoio de todos os vereadores. “A qualidade das discussões nos encontros na Câmara é de se admirar. Por isso a Câmara Municipal mantém não apenas o Parlamento Jovem, mas também os câmaras Mirim e da Melhor Idade, que têm início no segundo semestre”, explicou Djalma Bastos.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui