Obra do “Novo Centro” não terá direita livre

A Prefeitura de João Monlevade realiza as obras para novas mudanças no trânsito, com a ligação das avenidas Gentil Bicalho e Wilson Alvarenga, próximo à Igreja Sagrado Coração de Jesus (bairros Carneirinhos e JK).

O projeto promete solucionar, ou pelo menos minimizar o congestionamento de veículos na região. No entanto, segundo a Assessoria de Comunicação da prefeitura, a direita para quem segue sentido a Gentil Bicalho não será livre, o que poderá gerar complicar ainda mais o trânsito na região, principalmente em horários de pico.

Questionado sobre a possibilidade de manter o sinal fechado completamente para quem segue sentido ao Hipercomercial Monlevade, o chefe do Setor de Trânsito (Settran), da Prefeitura, Breno Lima, disse que o objetivo de manter a direita fechada, através do semáforo, é reter os veículos que trafegam neste sentido para melhorar a fluidez para quem está saindo o hipermercado e da Igreja Sagrado Coração de Jesus. “Não tem como evitar o congestionamento naquela região. Há uma demanda muito grande de veículos, não só em João Monlevade, mas em todas as cidades brasileiras. O objetivo do projeto é melhorar a situação. Caso no futuro haja a necessidade de abrirmos a direita livre, poderemos rever essa situação”, disse o chefe do Settran.

A prefeita Simone Moreira (PSDB) falou sobre o Projeto Novo Centro. “Hoje em dia, os carros fazem “zig-zag”, com um ‘gargalo’ que estrangula o trânsito no local”. Segundo ela, “com um conjunto de semáforos, os motoristas seguirão em frente ou à esquerda, para quem sobe a Wilson Alvarenga; e, ao descerem a avenida Gentil Bicalho, os motoristas poderão virar à direita ou descer a avenida Wilson Alvarenga, sempre respeitando os sinais dos semáforos”.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui