A dois dias das eleições, Cartório Eleitoral faz recomendações para eleitores de João Monlevade

Chefe do Cartório Eleitoral de João Monlevade, Hortência Carvalho Trindade

Faltando apenas dois dias para as eleições que ocorrem no próximo domingo, dia 7 de outubro, a chefe do Cartório Eleitoral de João Monlevade, Hortência Carvalho Trindade, faz recomendações aos eleitores monlevadenses e também de Rio Piracicaba – devido as seções da cidade vizinha, terem sido incorporadas à 150ª zona eleitoral, com sede em João Monlevade.

Em conversa com a reportagem, Hortência Carvalho, disse estar convicta que as eleições em João Monlevade serão bem organizadas e os trabalhos realizados da melhor forma possível. Como nos anos anteriores, ela apontou que existem poucas ocorrências no município, o que garante um processo eleitoral limpo correto e que vai permitir totalizar o quando antes o resultado em João Monlevade.

Ela apontou a rigorosa fiscalização da equipe da Justiça Eleitoral, em parceria com a Polícia Militar, principalmente para coibir crimes como o derrame de santinhos. “Temos uma equipe de fiscalização que vai atuar na madrugada de sábado para domingo, além da PM que vai reforçar o policiamento a partir das 22h de sábado, para evitar este tipo de derrame. João Monlevade vem diminuído o numero de derrame a cada eleição, o que nos deixa satisfeitos, porque não é assim que se faz uma eleição. O candidato que por ventura violar essa proibição e jogar santinhos nas ruas, será autuado e pode responder por propaganda irregular, sujeita à multa de R$ 2 mil a R$ 8 mil. Quem está provocando o derrame de material também pode responder judicialmente”, enfatizou.

Já no dia da eleição, algumas recomendações simples que o eleitor deve seguir vão garantir a ordem do pleito no domingo. Uma delas é evitar a propaganda em rede social após as 22h de sábado, dia 6, assim como o uso de celular na cabine de votação e a famosa boca de urna. “A propaganda eleitoral está proíba a partir das 22h deste sábado. Atenção para a proibição de postagens de novas informações com pedidos de votos em rede social. Quem violar a recomendação, pode ser punido por crime de boca de urna, o que gera multa de até R$ 15mil e seis meses a um ano de detenção”, enfatizou a chefe do Cartório que explicou também que “no dia da eleição a única manifestação permitida é a do eleitor, que deve ser silenciosa, com uso de bandeiras, broches e adesivos. A legislação só especifica essas três formas de manifestação. A possibilidade de usar a camisa é de interpretação do juiz eleitoral local”.

Deixar carros com propagandas de candidatos perto de seções eleitorais também não será permitido, conforme explicação de Hortência. “Os abusos serão punidos. Nossos fiscais e a Polícia Militar estão instruídos em relação a isso. O carro plotado pode ser deixado perto do local de votação no tempo suficiente do eleitor votar. Se ele ficar excessivamente estacionado próximo ao local de votação, está sujeito a reboque no dia da eleição”, disse.

Outro ponto a ser fiscalizado é a venda de bebida alcoólicas, que está proíba entre 6h e 18h do dia 7 de outubro, em todo território mineiro e se estenderá ao dia 28 de outubro, em caso de segundo turno. “Haverá fiscalização de fiscais que vão percorrer os estabelecimentos para ver se a resolução está sendo cumprida. Caso não esteja, o cidadão pode ser detido e pagar multa”, frisou Hortência.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui