As cidades com interesse em sediar alguma fase dos Jogos do Interior de Minas (JIMI) deverão preencher os formulários de inscrição até o dia 27 de janeiro e enviá-los à Superintendência de Programas Esportivos da Secretaria de Estado de Esportes (Seesp).

Substituído desde 2012 pelo Jogos de Minas, este ano a competição volta ao formato original, contando somente com municípios do interior. As etapas são divididas em três: microrregional, regional e estadual.

A primeira fase terá início em abril com disputas das modalidades coletivas basquete, futsal, handebol e voleibol nos naipes masculino e feminino. Em junho, será realizada a segunda etapa, a regional, com os mesmos esportes.

A etapa estadual acontecerá em setembro com as modalidades coletivas. Já em outubro é a vez das individuais e paralímpicas – atletismo (paralímpico e convencional), basquete em cadeira de rodas, ciclismo mountain bike, ciclismo speed, judô, karatê, natação (paralímpica e convencional), taekwondo e xadrez.

Na fase microrregional os territórios são organizados da seguinte forma: Metropolitana; Sudoeste – Oeste; Alto Jequitinhonha – Médio e Baixo Jequitinhonha – Mucuri; Norte – Central; Sul; Triângulo do Norte – Triângulo do Sul – Noroeste; Vertentes – Mata; Caparaó – Vale do Aço – Rio Doce.

Já na regional a organização muda para: Alto Jequitinhonha – Médio e Baixo Jequitinhonha – Mucuri – Norte – Central; Sul – Vertentes – Mata; Triângulo do Norte – Triângulo do Sul – Noroeste – Sudoeste – Oeste; Metropolitana – Caparaó – Vale do Aço – Rio Doce.

O superintendente de Programas Esportivos da Seesp, Frederico Pessoa, destaca a movimentação da economia nos municípios que sediam o evento. “O aumento do número de participantes também, naturalmente, faz com que haja um aumento da própria economia da cidade sede, mais atletas circulando nas lojas, nos restaurantes, utilizando os meios de locomoção”, afirmou.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui