Ação social usa meias para confeccionar cobertores e mantas

A chegada do frio tira a vontade de qualquer pessoa de sair da cama… E pra quem não tem como se aquecer, o projeto social Meias do Bem traz alívio e conforto nesse clima gélido.

O projeto nasceu em 2013 a partir da ideia de reutilizar meias velhas, ou que estão faltando um par, que seriam descartadas no lixo, e confeccionar cobertores e mantas para pessoas que necessitam escapar do frio.

As meias coletadas são levadas para uma indústria têxtil e lá eles produzem os cobertores. Até o momento, mais de 40 toneladas de meias velhas, usadas e sem par foram transformadas em 40 mil cobertores, distribuídos, também, com pares de meias novinhas.

Octávio Stevaux, gerente de comunicação desse projeto, conta que a distribuição das meias é feita por meio de cadastro de instituições que entram em contato dizendo a quantidade que necessitam, e os cobertores e mantas são entregues.

Octávio Stevaux também afirma que escolas em vários estados do Brasil adotaram a campanha, e realizam competições entre as turmas para ver quem consegue levar mais meias, como um modo de incentivar a participação dos alunos.

Segundo ele, a ação tem vários reflexos positivos. Não só o fato de ajudar aqueles que mais necessitam, mas também diminuir a produção de lixo têxtil descartado no meio ambiente.

E se você quiser colaborar, basta acessar o site: meiasdobem.com.br.

Menos lixo, mais consciência, mais amor.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui