Segundo a polícia os materiais foram encontrados com o advogado

A Polícia Civil de João Monlevade prendeu na noite da última sexta-feira (22), um advogado suspeito de praticar um furto na casa de uma gerente da Caixa Econômica, da cidade.

A data da ocorrência do furto não do revelada pela polícia. O advogado negou o crime, mas a polícia informou que não tem dúvidas de sua participação e decretou a prisão temporária dele.

Foi estipulada uma fiança, mas como ela não foi paga, o rapaz foi para o presídio da cidade.

Durante buscas na casa dele os policiais aprenderam uma arma de fogo e 18 munições. Vários objetos, dentre eles relógios e um tablete, que a polícia investiga se pertencem à vítima, também foram apreendidos.

Uma representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), de João Monlevade esteve na delegacia acompanhando o suspeito, que não teve o nome revelado.

arma

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui