Agentes do Comissariado e PM vistoriam comunidade terapêutica em Itabira

O Comissariado esteve no local na última sexta-feira (4)

Por orientação do Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (COMPPUD), agentes de Proteção da infância e Juventude de Itabira com apoio dos militares do Grupamento Especializado em Policiamento Motorizado (GEPMOR), vistoriaram na última sexta-feira, 04, a comunidade terapêutica Ágape, que fica na localidade rural de Rio de Peixe, zona rural de Itabira.

A vistoria foi realizada após o Conselho ter recebido informações que a clínica estaria solicitando doações para custear as despesas de 12 internos.

Durante a fiscalização, segundo Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, no local não havia documentação necessária para funcionamento e um funcionário apenas teria apresentado apenas um contrato entre a clínica e as pessoas pelo estabelecimento. Um relatório mostrando as condições do local foi lavrado pelos Comissários, para que o Poder Judiciário tome conhecimento da situação.

Segundo as pessoas que estavam morando no local, algumas delas trabalham e os demais recursos para arcar com aluguel e manutenção do espaço são obtidos através de doações. Informaram ainda que a internação não é compulsória e elas tem liberdade de continuar na comunidade, ou deixar o local.

Fonte: Atila Lemos

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui