Albergado é morto na porta de casa após sair do Presídio

A vítima foi assassinada em frente ao portão de casa na manhã desta sexta-feira

A Polícia Militar de Itabira registrou na manhã desta sexta-feria (3), o sexto homicídio do ano na cidade.

Windson da Silva Oliveira,35, o “Grande”, que cumpria pena no Presídio da cidade no regime de albergue,  foi encontrado morto na porta da casa dele no Bairro Monsenhor José Lopes por volta das 06h da manhã.

Segundo a mãe, a vítima, havia dormido no presídio e retornava para a casa. A Polícia Militar foi acionada por vizinhos que escutaram os barulhos de disparo. O Samu também foi acionado, mas, quando as equipes chegaram ao local, apenas puderam constatar o óbito de Windson. O corpo da vítima apresentava intenso sangramento.

A mãe do albergado contou que ouviu quatro disparos e depois escutou o barulho de um carro arrancando e saindo em alta velocidade. Ninguém soube informar qual o modelo do veículo e nem para que direção seguiu.

Familiares afirmaram aos policiais que Windson dizia que estava sendo ameaçado, mas que não sabem por quem. A perícia da Polícia Civil compareceu ao local para realizar os trabalhos técnicos e liberou o corpo do albergado para uma funerária. Investigadores da PC já estão apurando informações para identificar suspeitos.

Sexto assassinato em 2017

Este foi o sexto homicídio em Itabira nesse inicio de ano. O primeiro caso aconteceu em 9 de janeiro quando Leomar Henrique de Sena, 24 anos, foi executado a tiros quando passava pela rua Sebastião Calixto da Mata, na vila São Geraldo.

No dia 13, o segundo homicídio foi registrado pela PM. Pedro Arthur Santos Silva, 19 anos, foi executado a tiros ao lado da linha férrea no trecho da rodovia AMG-900, que liga o bairro Areão ao bairro Conceição. Quando policiais chegaram ao local encontraram o rapaz com as mãos amarradas e com várias perfurações na cabeça.

Um adolescente de 17 anos também foi morto a tiros em Itabira. O crime aconteceu no bairro Pedreira e, segundo informações, o jovem havia se mudado para a cidade para fugir de ameaças de mortes.

O quarto assassinato foi do mototaxista Klebson Sciorilli Machado, 34 anos. Ele foi baleado no na rodovia MGC-120, entrada de Itabira pelo bairro Praia. Já a quinta morte foi registrada em 19 de janeiro e vitimou Luiz César de Souza, 34 anos, que também foi executado a tiros, no bairro Fênix.

 

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui