Para facilitar a comunicação, a entidade criou um grupo no WhatsApp.Foto: Arquivo/O Popular

A Fundação Casa de Cultura tem orientado aos artistas de João Monlevade sobre a prestação de contas dos beneficiários da Lei Aldir Blanc. Para facilitar a comunicação, a entidade criou um grupo no WhatsApp.

Na última segunda (18), foi realizada uma reunião virtual com os beneficiários juntamente com o ativista cultural, Niel Flávio e a diretora presidente da Fundação Casa de Cultura, Nadja Lírio Furtado, para tirar as dúvidas dos trabalhadores.

A ação complementa os esforços da nova gestão em acompanhar e acolher os trabalhadores da cultura que receberam a verba, tirando dúvidas sobre a execução das propostas, além do imposto de renda que incide sobre o dinheiro recebido.

Artistas contemplados

Em João Monlevade, 61 artistas e trabalhadores do setor da cultura foram aprovados para receber os recursos da lei Aldir Blanc. De acordo com Najda Lírio, o município conseguiu empenhar e repassar 93% dos recursos destinados, tendo recebido R$568.668,18, dos quais R$528.571,56 foram efetivamente distribuídos. Os contemplados receberam de R$2.739,00 a R$27.682,00 por proposta, de acordo com o edital e o tipo de proponente.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui