Alunos da região participam dos Concertos Didáticos da Filarmônica de Minas

Sete mil alunos de escolas de nove macrorregiões do estado deram seus primeiros passos na música clássica

Das salas de aula de Minas Gerais à Sala de Concertos da Orquestra Filarmônica - Foto: Bruna Brandão/Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

Ir a uma apresentação de uma grande orquestra em uma sala especialmente projetada para concertos sinfônicos tornou-se uma realidade para 7 mil alunos dos quatro cantos do estado. Tudo aconteceu nos dias 3, 4 e 5 de setembro, na Sala Minas Gerais, casa da Orquestra Filarmônica. Foram cinco concertos seguidos, com 150 escolas e instituições da Região Metropolitana de Belo Horizonte e das cidades da região como tabira, Santa Maria de Itabira e São Domingos do Prata.

Tudo começou na sala de aula, onde monitores de música, ao vivo ou por videoconferência, desvendaram para professores e alunos eventuais mistérios sobre música clássica. O passo seguinte foi vivenciar os Concertos Didáticos da Orquestra Filarmônica.

Do total de participantes, 3.200 estudantes vieram do interior por meio do projeto “Diálogos com a Capital”, que os convida a sair da escola, observar os problemas, desafios e potencialidades de suas cidades.

De acordo com a Coordenadora de Educação Integral e Integrada da Secretaria de Estado de Educação, Cecília Resende Alves, “hoje a educação discute os projetos de vida da juventude. Mas, um projeto não se estabelece sem experimentações que deem oportunidade para esses estudantes pensarem grande. E os Concertos Didáticos permitiram que os jovens pudessem ver e saborear algo que as cidades onde eles vivem normalmente não oferecem. Acredito que a música é arte que inspira e que certamente dará bons frutos no futuro desse alunos”, afirma.

Sob regência do maestro Marcos Arakaki, o programa dos concertos contou com as obras O Moldávia, de Smetana; Sonho de uma noite de verão, op. 61: Marcha Nupcial, de Mendelssohn; Série Brasileira: Batuque, de Nepomuceno; e Guilherme Tell: Abertura, de Rossini. Apesar da maioria dos jovens nunca terem estado em um concerto antes, muitos ficaram surpresos ao reconhecer alguns trechos das músicas apresentadas.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui