Amepi recebe sétimo encontro do projeto ‘Ação Municipalista’ da CNM

Em pauta, as principais reivindicações dos municípios, além de projetos que estão em vias de serem votados no Congresso Nacional, e requerem pressão nos parlamentares para a votação efetiva

Os prefeitos puderam opinar e debater sobre essas questões.

Na última semana, a Associação dos Municípios do Médio Rio Piracicaba (Amepi), foi palco do sétimo encontro do projeto “Ação Municipalista” em Minas Gerais, que reuniu mais de 15 municípios.

O evento é promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), com o apoio da Associação Mineira de Municípios (AMM), e tem o objetivo de levar aos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e secretários, informações atualizadas, no que se refere ao andamento das pautas municipalistas no Congresso Nacional, bem como as conquistas do movimento e as perspectivas econômicas para este ano.

Na ocasião, estiveram em pauta as principais reivindicações municipalistas e os projetos em vias de serem votados pelo Congresso Nacional e dependem de pressão nos parlamentares para que as ações saiam do papel. Os prefeitos puderam opinar e debater sobre essas questões.

O presidente da Amepi e prefeito de Santa Bárbara, Leris Braga, destacou a importância de se cobrar as pautas municipalistas para os próximos governos, federal e estadual, num cenário onde começam a se desenhar as propostas a serem assumidas após a eleição. “É necessário que haja definição de prioridades, para que possamos cobrar essas questões dos nossos deputados estaduais e federais a fim de que sejam votadas e possamos executar as políticas públicas para o cidadão”, pontuou.

A CNM foi representada naquele momento pelo consultor da Confederação, Ângelo Roncalli, responsável por apresentar as perspectivas e pautas municipalistas, destacando a conscientização necessária a todos, a fim de buscar os objetivos em comum. Pela AMM, esteve no evento, o controlador interno e um dos responsáveis pelo processo de afiliação e do Diário On-line da Associação, Rodrigo Lázaro, que falou sobre a importância da filiação e das ferramentas de gestão oferecidas.

Estiveram presentes os prefeitos Ailton Antônio Guimarães Rosa (Nova União), Antônio Carlos Noronha Bicalho (São Gonçalo do Rio Abaixo), Boby Charles das Dores Leão (Virginópolis), Dalma Barcelos (Itabira – em exercício), Dário Ferreira Motta (Bom Jesus do Amparo), João Eber Barreto Noman (Dores de Guanhães e presidente da Associação dos Municípios da Microrregião da Bacia do Suaçuí – Ambas), José Alfredo de Castro Pereira (São Domingos do Prata), José Alves Parreira (Catas Altas e presidente do Cismepi), José de Aguiar Mourão Sobrinho (Senhora do Porto), Rodrigo Magalhães Coelho (Divinolândia de Minas) e Ronaldo Agapito de Sá (Passabém e vice-presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde Centro Leste – Ciscel), além do vice-prefeito de Santa Bárbara, Alcemir Moreira e do deputado estadual, Tito Torres.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui