ANEEL libera R$ 2,23 bilhões de recursos de P&D para redução da tarifa de energia em 2021

Ao longo dos últimos 20 anos, os dois programas investiram mais de R$ 15,6 bilhões em diferentes projetos de P&D e ações de eficiência energética

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), aprovou a norma que destina os recursos não utilizados de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e Eficiência Energética (EE), geridos pela ANEEL, para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). Com a regulamentação, a Agência toma as providências necessárias para a liberação de R$ 2,23 bilhões em 2021 com a finalidade de contribuir para a modicidade tarifária, como medida de mitigação dos impactos econômicos provenientes da pandemia de Covid-19.

A decisão visa reduzir os impactos econômicos provenientes da pandemia de Covid-19.

Esses recursos serão depositados pelas concessionárias de distribuição de energia elétrica no Brasil, as quais são obrigadas a reservar 0,50% de seus investimentos em um fundo para projetos de pesquisa e desenvolvimento e para programas de eficiência energética na oferta e no uso final da energia. Os segmentos de geração e transmissão tem a obrigação de investir 1% em projetos de P&D.

Ao longo dos últimos 20 anos, foram investidos mais de mais de R$ 15 bilhões de reais em diferentes projetos de Pesquisa e desenvolvimento e ações de eficiência energética.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui