Areão terá acessos fechados para carros

A intervenção no Parque Municipal do Areão já foi iniciada. A Comissão responsável pelos estudos para revitalização do local fez uma visita in loco e definiu pelo fechamento do espaço para o trânsito de veículos.

O local, criado com o objetivo de ser uma área de educação ambiental e lazer para a cidade, foi abandonado e, enquanto parte da população buscava um espaço de lazer, outros o transformaram em um verdadeiro bota-fora.

Lixo de todo tipo é encontrado no lugar – sejam restos de construções, pias, sofás e outros móveis, inúmeras carcaças de televisores e de eletrodomésticos, lixo domiciliar, restos de podas e capinas, animais mortos, entre uma infinidade de entulhos e bugigangas.

Inicialmente, conforme definiu a Comissão, o fechamento não atingirá todos os acessos, sendo mantida aberta a ligação do bairro Satélite com o bairro de Lourdes. Entretanto, caso continue sendo jogado lixo nessas áreas, até que se crie uma estrutura de vigilância, todo Areão será fechado para trânsito de veículos.

Esse fechamento é necessário para o início de limpeza em toda área do Parque pois, caso permaneça aberto, o trabalho será em vão. Conforme experiências vivenciadas pelos próprios membros da Comissão – que participaram de vários mutirões de limpeza em passado recente, é comum logo após o trabalho, o lixo estar por toda parte novamente. A Comissão espera a compreensão da comunidade.

Primeiras intervenções

Além da Comissão especial que irá desenvolver estudos para elaboração de Termo de Referência para balizar projetos de efetivação do Parque, um grupo, coordenado pelo permacultor Djane Ferreira Costa, foi designado para iniciar os trabalhos de recuperação do espaço.

Dentre os primeiros trabalhos, além da limpeza, está a intervenção na rede elétrica de todo Areão, buscando recuperar a iluminação das passagens, principalmente nas escadarias – acesso muito usado pela população e, também, na recuperação da Casa do Numear, que será utilizada a princípio, como base de apoio aos trabalhadores do local.

A intervenção elétrica teve início nesta quarta-feira (24) com levantamentos e planejamento de ações, trabalho executado pela engenheira elétrica Thaís Machado Leite, responsável pelo setor de engenharia elétrica da Secretária Municipal de Obras e Serviços Urbanos.

Participação popular

 A revitalização e a transformação do Areão em um verdadeiro parque, conforme previsto, estará envolvendo toda população nas várias etapas de trabalho e em diversas situações – sendo proposto inicialmente a participação em um curso de Permacultura, onde o inscrito estará conhecendo sobre as tecnologias sociais que serão utilizadas na restauração desse espaço. Essas técnicas que serão ensinadas poderão também ser usadas no dia a dia das pessoas para que tenham uma vida mais equilibrada com o meio ambiente.

As inscrições e outras informações sobre o curso, que será gratuito para os monlevadenses, serão definidas na próxima semana.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui