Feirantes que integram a Associação de Artesãos de João Monlevade se reuniram nesta semana com a secretária de Assistência Social, Marinete Morais, para discutir a possibilidade da reabertura da Feira que ocorria aos sábados no centro da cidade.

De acordo com a representante da Associação, Elaine de Andrade Oliveira, caso seja autorizado o funcionamento da Feira, a proposta é que ela retorne para a rua Pio XI (rua do banco Bradesco).

Segundo Marinete, será feito um estudo em conjunto para analisar a possível reabertura da Feira que irá seguir os protocolos do programa Minas Consciente e as normas sanitárias contra a Covid-19.  “Iremos analisar o pedido dos feirantes e construiremos juntos esta reabertura”, explica Marinete.

Consea e EPS

Outro assunto debatido pelo grupo e que contou com representantes da Economia Popular Solidária (EPS) é a reativação do Fórum de Economia Popular Solidária e do  Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea). O Conselho tem a finalidade de promover a formulação e articulação de políticas de segurança alimentar e nutricionais no município, bem como o monitoramento e a avaliação das políticas, programas e ações de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN).

Já o Fórum da Economia de Popular Solidária do Médio Piracicaba integra empreendimentos solidários dos 17 municípios do Médio Piracicaba. A Economia Popular Solidária é uma estratégia de desenvolvimento sustentável e solidário fundamentada na organização coletiva com interesse de melhor qualidade de vida por meio do trabalho associado, cooperativado ou mesmo em grupos informais.
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui