Protesto na BR-262, em Juatuba / Divulgação

Vários pontos de rodovias estão fechados na manhã de desta segunda-feira (21) por caminhoneiros que promovem novo protesto por conta da alta do preço dos combustíveis.

Anúncios

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), apenas carros de passeios, ambulâncias e ônibus são permitidos pela categoria de circular na na BR-381, em trechos próximos a Igarapé ( Km 513), Oliveira (Km 617) e Lavras (Km 690).

Continue lendo após o anúncio

Na BR-040, os pontos de interdição estão em Ribeirão das Neves (Km 511 – sentido BH), Barbacena (km 699) e em Matias Barbosa (Km 808). Já a BR-262 tem interdição na altura de Juatuba (Km 368). Nesses locais, uma faixa está liberada para a passagem de veículos pequenos.

Essa é a terceira semana consecutiva que os caminhoneiros fecham estradas em protesto. Leia aqui.

Reivindicações

Os caminhoneiros aprovaram a paralisação, em assembleia, reunindo 120 sindicatos e a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) em protesto ao reajuste no preço do óleo diesel e à cobrança de pedágio, quando eles trafegam vazios e com os eixos dos caminhões suspensos.

A CNTA informa que responde por 1 milhão de caminhoneiros em todo o país. As queixas sobre a cobrança de pedágio se refere principalmente às rodovias estaduais no Paraná, em São Paulo e no Mato Grosso.

Os caminhoneiros pedem ainda a criação de um subsídio ou a redução da carga tributária, Programa de Integração Social e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social que custam13% sobre o valor do diesel e ICMS, mais 16%, e somados representam mais de 50% do custo do frete praticado.

A paralisação deflagrada hoje não tem prazo para acabar.

 

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui