Mais uma vez a PRF intensificou a fiscalização em pontos estratégicos das rodovias federais, buscando coibir as principais condutas irregulares cometidas pelos condutores. Estas condutas inspiram preocupação, pois figuram entre as principais causas de acidentes de trânsito registrados nas rodovias. Entre elas, podemos citar as ultrapassagens irregulares,o excesso de velocidade, a mistura álcool e direção entre outras. Ao todo foram fiscalizados 10.697 veículos e 11.617 pessoas, além de realizados 4.983 testes de etilômetro.

Resultado da fiscalização:

257 CNHs recolhidas

671 CRLVs recolhidos por irregularidades nos veículos.

4.999  autos de infração, sendo:

1.593 por excesso de velocidade (radar);

1.134 por ultrapassagem em local proibido ou por forçar ultrapassagem;

280 por não uso de capacete(condutor e/ou passageiro);

199 por  não uso de cinto de segurança(condutor e/ou passageiro);

215 por direção sob efeito de álcool;

17 pessoas presas por dirigirem sob efeito de álcool.

Os números demonstram que comportamentos perigosos ainda persistem: a ultrapassagem irregular, quer seja em locais proibidos ou em situações que não há possibilidades de ultrapassagem, e o excesso de velocidade. A alta frequência desses comportamentos imprudentes preocupa a PRF, visto que eles podem definir a ocorrência de um dos acidentes mais letais, que é a colisão frontal.

Ano       2018      2019      Redução/aumento (%)

Total de acidentes          138         87          36,9↓

Total de feridos               148         80          45,9↓

Total de mortos               17          17         0,00↓

Notificações extraídas   5.873      4.999        14,8↓

CNH apreendidas            148         257        73,6↑

Embriaguez ao volante     98       215         119,3↑

Prisões/embriaguez/volante    22       17      22,72↓

Testes etilômetro                 236    4.983     2.111,4↑

ACIDENTES E MORTES

Foram registrados 87 acidentes e 17 mortes em decorrência desses acidentes. Os números são menores do que os do ano passado(2018), onde foram registrados 138 acidentes, uma redução de 36,9%. O numero de óbitos permaneceu o mesmo.

VÍTIMAS MORTAS

Entre os 87 acidentes registrados durante a operação, 33 deles resultaram em mortes ou lesões graves e 67 deles tiveram como causa principal uma conduta humana, como ultrapassagem proibida, excesso de velocidade, falta de atenção à condução, entre outros, o  que comprova que muitos usuários das nossas rodovias ainda não estão fazendo  sua parte no combate à violência no trânsito

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO

Além de ações de fiscalização, a PRF trabalhou também na prevenção de acidentes de trânsito por meio da educação dos usuários da rodovia. Ao todo foram 557 pessoas atingidas em ações educativas, dentre elas, o Cinema Rodoviário,  que é um projeto da PRF voltado para a sensibilização de todos que fazem o trânsito. A ação ocorre da seguinte forma: enquanto são realizadas as consultas de praxe ou eventualmente aplicadas autuações, os ocupantes do veículo são convidados a participar de um bate papo. Nesta ocasião, acompanham a exibição de filmes educativos relacionados a infrações que se convertem em acidentes de trânsito. Principalmente aos condutores de veículos são repassadas informações sobre a necessidade de uma atitude mais responsável no trânsito.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui