Tudo começou com a redescoberta da planta Saccharomyces  Eubayanus em agosto de 2011, levedura usada nas cervejas Lager em Bariloche, Argentina, que a cidade voltou a ser requisitada por cervejeiros e especialistas.

A produção de cerveja artesanal só vem aumentando,  algumas já foram premiadas internacionalmente, e hoje com as 35 cervejarias os números de produção chegam a mais de um milhão de litros no ano. Especialistas do mundo inteiro estarão no “1° Workshop Internacional de Leveduras Cervejeiras” que acontecerá nos 5 e 6 de outubro. O evento além de levantar assuntos como o estudo do fungo terá palestras e visitas às produções de cerveja na cidade.

As cervejarias fazem parte do roteiro de passeios em Bariloche.São diversas que funcionam também como barzinhos e a história da cerveja na cidade argentina deu início com os alemães. Cervejarias como Blest, Berlina e Bachmann estão entre as mais conhecidas e destacam-se não só pelo ambiente como na variedade dos produtos.

As excursões também promovem visitas às fábricas para acompanhar o processo, portanto, Bariloche fica longe de ser só mais um local para esquiar.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui