O governo de São Paulo concluiu, na madrugada de hoje (26), a identificação e liberação dos corpos das 41 vítimas do acidente ocorrido na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho (SP-249), em Taguaí, na manhã de ontem (25). O acidente ocorreu após a colisão entre um ônibus que transportava funcionários de uma empresa têxtil e um caminhão.

Para atuar no caso, no município e na capital paulista, foram escalados cerca de 50 profissionais das polícias Civil e Técnico-Científica. Outra equipe, de 21 policiais técnico-científicos, composta por médicos legistas, auxiliares de necropsia e atendentes de necrotério, foi destacada para a região de Avaré.

Além dos policiais militares e bombeiros que, desde as primeiras horas da manhã, fizeram o resgate das vítimas e a preservação do local do acidente, cerca de 50 profissionais das polícias Civil e Técnico-Científica participaram das atividades da força-tarefa tanto na região de Taguaí quanto na capital paulista. O quadro do Instituto Médico-Legal (IML) de Botucatu e Itapetininga também foi reforçado para dar contas das demandas relacionadas ao acidente.

Em nota, o governo informa que o Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD), da Polícia Civil, enviou uma equipe com nove profissionais especializados em datiloscopia – técnica de reconhecimento pelas impressões digitais – para auxiliar na confirmação da identidade das vítimas.  Houve ainda um reforço de dez policiais, que permanecem na sede do instituto, na capital, para acelerar o processo de liberação dos corpos aos familiares.

“A Polícia Militar também reforçou o policiamento no entorno das unidades do IML, para garantir a segurança da população que buscava informações sobre as vítimas do acidente. As investigações sobre a colisão estão a cargo da Delegacia de Taguaí, que vai instaurar inquérito policial para apurar os fatos. Ao todo, 41 corpos foram identificados e liberados aos seus familiares”, acrescenta o informe.

Agência Brasil

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui