BDMG divulga vencedores do XXVIII Prêmio Minas de Economia

Grande destaque, nesta edição, foi o trabalho realizado por universidades do interior de Minas Gerais

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) realizou nesta quinta-feira (17/11), em sua sede, em Belo Horizonte, o evento de premiação dos vencedores do XXVIII Prêmio Minas de Economia, parceria entre a instituição e o Conselho Regional de Economia (Corecon-MG). O objetivo do prêmio é alinhar a prática acadêmica aos desafios da realidade do desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais. O grande destaque foram as universidades instaladas no interior do estado – as federais de Viçosa e de Uberlândia foram premiadas.

O presidente do banco, Marco Crocco, destacou a qualidade da produção acadêmica das universidades mineiras. Como exemplo, Crocco citou o trabalhado premiado em primeiro lugar, da estudante Rosimere Miranda, que buscou conhecer diretamente a realidade mineira ao realizar pesquisa primária em 216 propriedades rurais de natureza familiar, nas mesorregiões Norte de Minas e Jequitinhonha.

A estudante também falou sobre a importância do evento. “Iniciativas como essas são muito importantes para incentivar estudantes da área de Economia a aprimorar suas pesquisas, que trarão retornos positivos para a sociedade”, frisou.

O evento contou também com a presença do diretor do BDMG Otávio Camargo e do presidente do Corecon-MG, Antônio de Pádua Ubirajara, além dos premiados, seus familiares, orientadores e representantes dos cursos de Economia da capital.

Vencedores – XVIII Prêmio Minas de Economia

1º lugar: Rosimere Miranda Fortini (Universidade Federal de Viçosa-UFV), com o projeto “Construção e análise do índice de desenvolvimento rural para as mesorregiões norte e Jequitinhonha do Estado de Minas Gerais”;

2º lugar – Victor Medeiros (UFV), autor de “O processo de modernização da infraestrutura econômica brasileira: externalidades sobre os investimentos e a competitividade”;

3º lugar – Luís Gustavo Nascimento de Paula (Universidade Federal de Uberlândia-UFU), com o projeto “Efeitos do Setor de Ocupação e da escolaridade do trabalhador sobre a probabilidade de inserção em faixas salariais nos municípios de Minas Gerais nos Anos 2000”;

Menção honrosa – Felipe Vieira Ferreira de Moura (PUC Minas), com a produção científica “Brasil e Argentina nas Cadeias Globais de Software: uma análise comparativa entre os modelos de indústria”.

Em breve, os trabalhos vencedores estarão disponíveis no site do BDMG.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui