Bom Jesus do Galho registra quatro casos de febre amarela

No intervalo de apenas cinco dias, o número de cidades mineiras com casos confirmados de febre amarela aumentou em 50%. No primeiro boletim epidemiológico desta semana, divulgado na segunda-feira (23) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), 18 municípios de Minas apresentaram ocorrências ratificadas por exames laboratoriais de pacientes com a doença. No balanço desta sexta (27), o número passou para 27.

As nove cidades que entraram para a lista da SES-MG durante esta semana com casos confirmados de febre amarela são as seguintes: Bom Jesus do Galho, na região Central de Minas; Minas Novas, no Alto Jequitinhonha; Água Boa e Alvarenga, no Vale do Rio Doce; Pocrane, Santana do Manhuaçu, São José do Mantimento e Simonésia, na Zona da Mata; e Novo Cruzeiro, no Vale do Jequitinhonha.

Entre esse municípios, as cidades que mais tiveram casos da doença comprovados foram Novo Cruzeiro, com cinco ocorrências, e Bom Jesus do Amparo, com quatro. As demais tiveram apenas um caso.

Nos boletins epidemiológicos divulgados nas semanas anteriores pela secretaria, essas cidades tinham apenas casos em investigação para febre amarela.

De acordo com a pasta, foram considerados casos confirmados aqueles que apresentaram exame laboratorial detectável para febre amarela; exame laboratorial não detectável para dengue; histórico vacinal (não vacinado/vacinação ignorada); sinais e sintomas compatíveis com a definição de caso; e exames complementares que caracterizam disfunção renal/hepática.

No boletim desta sexta, a secretaria informou que, até o momento, 97 casos foram confirmados em todo o Estado para febre amarela, em um total de 486 ocorrências notificadas. Outros 19 já foram descartados para a possibilidade da enfermidade.
Além disso, 40 mortes por febre amarela já foram constatadas em Minas Gerais desde o início do surto. Há ainda 96 óbitos suspeitos em investigação. (O Tempo).

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui