Cachorra morre queimada em incêndio no Boa Vista

Cadela morreu após ser atingida por fogo num sítio

Um incêndio que terá as causas investigadas pela polícia culminou com a morte trágica de um cão, no final de semana que passou, num sítio no bairro Boa Vista, em João Monlevade. A cadela, de nome Gabi, foi retirada das ruas, morou por anos no canil municipal e a pouco tempo havia sido adotada e morava no sítio.

Consta no Boletim de Ocorrências da Polícia Militar que por volta das 23h do último sábado (3), uma equipe policial foi até ao sítio averiguar um incêndio. No local, os policiais depararam com os donos do local que contaram que tinham conseguido controlar o fogo com ajuda de populares.

As chamas tiveram início na janela da sala. Também houve fogo na dispensa da casa, sendo queimados alguns materiais e a cadela Gabi. Ainda conforme o relato policial, não havia sinais de arrombamento na propriedade, não sendo possível detectar prováveis sinais de incêndio criminoso.

Local onde a cachorra foi atingida pelas chamas

Em rede social, a presidente da Associação Cãopanhia do Bem (que cuida de animais abandonados), Karen Sartori, classificou a morte de Gabi como “um adeus assustador”.

“Gabi era uma das moradoras mais antigas na história do canil. Era amada e querida por todos, não havia exceção. Ela vivia solta e amava o pouco que tinha ali. Até que um dia adoeceu, precisava de cuidados especiais. Eu a abracei e jurei lutar por ela, lutei. Então surgiu um lar de sonhos, uma chácara no Boa Vista, era muito acolhedora, muito espaço. Lá ela viveu e foi feliz por 2 anos, nunca deixamos de receber e pedir notícias. Na noite de sábado à vida de Gabi foi interrompida. Suplicamos a Deus que tenha morrido antes de ter o corpo consumido pelas chamas. Ali se foi nossa Gabi, com sua caminha, sua alegria contagiante, seu amor à vida…”, escreveu a ativista.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui