Nessa quinta-feira, em atendimento ao Requerimento nº 31, de iniciativa da Comissão de Participação Popular, a Câmara Municipal de João Monlevade promoveu uma reunião para que fossem apresentadas sugestões de projeto que busquem alternativas para o desenvolvimento econômico do município, focando em logística ferroviária e criação de estações aduaneiras.

A iniciativa do encontro surgiu após o administrador Marcos Lima Reis fazer uso da Tribuna Popular, em julho deste ano, quando sugeriu um projeto de logística para o município e região.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

O encontro foi mediado pelo vereador e presidente da Comissão, Marquinho Dornelas (PDT), e contou com a presença dos vereadores Belmar Diniz (PT) e Thiago Titó (PDT).

Também estiveram presentes o Deputado Estadual Bernardo Mucida e seu assessor, Guilherme Nasser, o servidor Thiago Henrique dos Santos, representando o Secretário de Planejamento e Vice-prefeito Fabrício Lopes, representante da Amepi Cristiane Linhares Vale, diretor da Acimon Cláudio Geraldo Pereira, diretor da CDL Luiz Carlos Valente e representantes da ArcelorMittal Monlevade: especialista em comunicação Lucas Vilela, gerente de Logística Gustavo Boratto, e a analista de comunicação Camila Sales da Costa.

Marquinho Dornelas relatou que enviou convite para o Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico, mas foi informado de que ele está inativo. Marquinho destacou a importância em reativar o Conselho e se colocou à disposição para contribuir com a retomada do mesmo.

O administrador Marcos Lima fez uma apresentação com a proposta de instalação de um Complexo Industrial, Logístico e ponto de comercialização de produção agrícola regional no município de João Monlevade. Ele destacou que atualmente com a estagnação econômica do país, há um reflexo nos municípios que dependem de poucos empreendimentos geradores da receita das cidades. “Com a pandemia, essa situação se agravou, e por isso é necessário que se crie ou se pense em propostas de alternativa para as empresas e os municípios sobreviverem em dados momentos”, pontuou.

Marcos relatou que João Monlevade possui uma localização estratégica na região central do Estado e do Médio Piracicaba. Ele ainda informou que a cidade é polo para região tanto no setor educacional, saúde e atividades econômicas já que, segundo ele, o município conta com 2.416 empresas ativas em várias atividades que atraem outras pessoas para o trabalho. Marcos ainda apresentou dados que apontam que a principal atividade econômica do município é o comércio e prestação de serviços, superando assim a indústria e siderurgia.

Outras características do município, apontadas por ele são: capital humano qualificado, espaços disponíveis, tecnologia, excelentes vias de escoamento e capital financeiro disponível em órgãos governamentais a espera de projetos para serem liberados.

Durante a apresentação, Marcos sugeriu a instalação de um Complexo Industrial e Logístico na região do bairro Jacuí. Ele justificou a instalação no local com o objetivo de retirar a circulação de veículos pesados no município já que, segundo ele, o número de caminhões na cidade teve um aumento significativo entre 2006 e 2020. Marco ainda apontou a proximidade do local com a Br-381 e a linha férrea, o que iria contribuir para escoar e receber mercadorias. Caso a sugestão seja acatada, Marcos propõe que em contrapartida o bairro receba melhorias. Ao final da apresentação, ele informou que as sugestões precisam ser estudadas já que a criação do Complexo atenderia toda região.

Os presentes no encontro parabenizaram a iniciativa em discutir o assunto e se colocaram à disposição para estudarem mais a proposta. Eles também pontuaram algumas questões para contribuir com as sugestões apontadas.

O diretor da Acimon, Cláudio Pereira, fez um convite para que o projeto seja apresentado ao Comitê Permanente de Desenvolvimento Econômico e Social da Acimon. A representante da Amepi também fez um convite para que o trabalho seja apresentado na Câmara Técnica da Associação.

De acordo com Marquinho Dornelas, um novo encontro será realizado no mês de novembro para dar continuidade aos estudos da proposta com as sugestões dos participantes.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui