Câmara de João Monlevade publica edital de licitação para adaptação da casa legislativa

Custo da obra é de até R$ 300.622,66

Custo da obra é de até R$ 300.622,66

A Câmara Municipal de João Monlevade divulgou o edital de licitação para adaptação do prédio administrativo e anexo. Conforme especificado, os valores a serem apresentados pelas empresas concorrentes têm como teto a quantia de R$300.622,66. A licitação ocorrerá no dia 8 de novembro, às 14h, na modalidade tomada de preço. O edital pode ser acessado no site da Câmara (www.camarajm.mg.gov.br) ou ainda no Setor de Licitações do Legislativo monlevadense, por meio de cópia magnética.

Por meio desta licitação, a Câmara contratará empresa de construção civil para executar os serviços de reforma no Prédio Administrativo e também no Anexo Parlamentar, com fornecimento de equipamentos, mão-de-obra, materiais e serviços técnicos. Conforme já divulgado, os vereadores, em claro exemplo de gestão responsável e respeito ao dinheiro público, aprovaram por unanimidade, em Plenário, que ao invés de construir mais um andar para comportar mais quatro gabinetes, já que no próximo pleito a Câmara terá 15 vereadores, será feita a adequação do espaço interno, dividindo salas. A economia gerada a partir desta ação é de mais de meio milhão de reais.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

Como exemplo deste aproveitamento, as salas da Secretaria e Contabilidade serão divididas em três, recebendo assim o setor de Comunicação da Câmara. O setor de Compras também terá sua sala reduzida, cedendo assim uma parte à Procuradoria Adjunta da Casa. Desta forma, as atuais salas da Assessoria de Comunicação e da Procuradoria Adjunta serão transformadas em dois gabinetes para vereadores. No prédio anexo da Câmara, será aproveitado o espaço do hall do 1º andar, com  construção de gabinete, para abrigar mais um vereador.

Mais alterações no prédio administrativo

Melhorar o ambiente interno e atendimento à população também é foco destas alterações. As paredes da Recepção serão retiradas e o vidro rebaixado, a fim de oferecer mais proximidade ao cidadão. Outra alteração será a inutilização de dois banheiros, transformando-os em Almoxarifado, para armazenamento de produtos de consumo e limpeza. A servidora do Almoxarifado ficará em sala ao lado, com adaptação para circulação de ar e iluminação, com as condições de trabalho adequadas à servidora. A atual sala administrativa do Almoxarifado já está cedida ao Posto de Identificação, para emissão de carteiras de identidade em convênio com a Polícia Civil.

O presidente da Câmara, Djalma Bastos (PSD), reforça que a adaptação do espaço permitirá gerar economia e ainda assim oferecer espaço adequado para o trabalho dos vereadores e servidores, e também oferecer conforto e qualidade ao cidadão. “Conseguimos através de uma gestão séria e responsável, chegar a este objetivo”, destacou o presidente.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui