O presidente da Casa, Gustavo Maciel (Podemos), agradeceu o empenho dos vereadores durante o primeiro semestre

Após duas semanas sem reuniões ordinárias a Câmara Municipal de João Monlevade retomou os encontros nessa quarta-feira, 5. O presidente da Casa, Gustavo Maciel (Podemos), agradeceu o empenho dos vereadores durante o primeiro semestre. “Os primeiros meses foram de muitos aprendizados e trabalho em prol da nossa população. Tenho certeza de que este segundo semestre não será diferente”, falou.

Anúncios

Durante fala na tribuna os vereadores diversificaram os assuntos. O líder do governo, vereador Belmar Diniz (PT), falou dos desafios enfrentados pela Administração nesse primeiro semestre, durante à pandemia, nas áreas da saúde e educação. Ele relatou que agora é preciso debater sobre o transporte público municipal. Belmar lembrou do Projeto de Lei 1200/2021, que foi lido na reunião dessa quarta, que dispõe sobre o Regime Extraordinário de subsídio financeiro do serviço público de transporte coletivo em razão da Pandemia da Covid-19. Ele informou que o Governo está empenhado para solucionar o problema.

Continue lendo após o anúncio

O vereador, Bruno Cabeção (PT), alertou para que as pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra o coronavírus, compareçam tomem a segunda dose. Ele destacou, que esteve na Vigilância Sanitária, e foi informado que há um número alto de pessoas que ainda não tomaram a segunda dose.

Fernando Linhares (DEM) relatou que solicitou ao executivo para que antecipe as doses da vacina para os professores, para que as aulas voltem o quanto antes. Segundo ele, a medida já está sendo adotada em outras cidades do país. Além disso, Fernando destacou a importância de reestruturar as unidades de ensino. Ele relatou que o Executivo divulgou nesta semana que vai investir R$1,2 milhão para reformar as escolas.

Preocupado com problemas de enchentes no centro da cidade, o vereador Tonhão (Cidadania) informou que solicitou ao executivo a viabilização de estudo e construção de novas galerias/canal, para que haja um sistema eficaz de drenagem de água no centro da cidade, com objetivo de evitar alagamento.

Gustavo Prandini sugeriu que a Câmara promova atividades em alusão ao “Agosto Lilás”, mês dedicado à Prevenção, Orientação e Combate a todo tipo de Violência contra a Mulher. Ele ainda pediu apoio para que o projeto que cria a Procuradoria da Mulher no âmbito do Legislativo, e que está em tramitação na Casa, seja votado e aprovado em segundo turno ainda neste mês. Em sua fala, o vereador Pastor Lieberth (DEM) informou que é favorável ao projeto que cria a Procuradoria, mas que só votará a favor, caso a Câmara ofereça estrutura para fazer os atendimentos. Fernando Linhares pediu uma parte no discurso para informar que a Comissão de Direitos Humanos já elaborou algumas emendas para anexar ao projeto, que ajudará na viabilidade da Procuradoria.

O parlamentar, Doró da Saúde (PSD), informou que o Executivo liberou R$500 mil reais para marcação de exames e cirurgia de catarata. Ele pediu que o executivo dê atenção aos exames que possuem urgência e às cirurgias.

Marquinho Dornelas (PDT) endossou o convite para que a população faça o uso da Tribuna Popular. Ele lembrou que, para os casos já relatados na Tribuna, estão sendo solicitadas providências.

Em sua fala, Rael Alves relatou sobre os andamentos das obras na rua Campina Verde, no bairro Cachoeirinha. Ele ainda pediu atenção do Executivo em outras ruas do Bairro. Quanto às chuvas, Rael alertou sobre os problemas causados no ano passado, que segundo ele, os locais afetados não receberam melhorias.

Também sobre problemas com as chuvas, Thiago Titó (PDT) destacou que há muitos bueiros entupidos e que é preciso a realização de um serviço de manutenção. Ele também relatou que é necessário a limpeza nos córregos para evitar inundações.

Vanderlei Miranda (PL) pediu atenção do Executivo para que coloque em prática a lei que determina o uso de focinheira em animais de grande porte. Ele cobrou também a aplicação da lei para que caminhões utilizem lona, que contribui para diminuir a sujeira em via pública.

Ainda durante as falas na tribuna, todos os vereadores expressaram sentimento de pesar à família da senhora Nely Maria da Silva, mãe do vereador Revetrie Teixeira, que faleceu nessa quarta-feira.

Anteprojetos

Durante a reunião foram aprovados 2 anteprojetos de Lei. O primeiro de nº 11/2021 de iniciativa do vereador Rael Alves que dispõe sobre a criação da casa de apoio, em Belo Horizonte, para pacientes do município em tratamento de saúde na capital.

O outro, nº 12/2021 de iniciativa do vereador Leles Pontes (Republicanos) dispõe sobre a alteração da denominação “Monitor de Alunos Especiais” para “Professor de Apoio para Alunos Especiais”.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui