Câmara de Monlevade realizará extraordinária para apreciação de projeto em benefício dos atingidos pela enchente

Iniciativa será realizada em parceria entre o Executivo e o Legislativo

A Câmara Municipal de João Monlevade vai convocar reunião extraordinária para a apreciação de um projeto de lei em benefício dos atingidos pela enchente provocada pelas fortes chuvas há cerca de duas semanas. De acordo com o presidente da Casa, Gustavo Maciel (Podemos), a reunião deverá acontecer na próxima semana.

Na manhã dessa terça-feira, 18, os vereadores se reuniram com o prefeito Laércio Ribeiro (PT) e o vice Fabrício Lopes (Avante) para discutir sobre o projeto. De acordo com a matéria, cada família atingida receberá R$5 mil, sendo R$4 mil de responsabilidade do Executivo e os R$1 mil restante será disponibilizado por meio da devolução de recursos do Legislativo à Prefeitura. O benefício será destinado às famílias devidamente cadastradas pela Secretaria Municipal de Assistência Social. A previsão é de que o auxílio seja pago em fevereiro.

O presidente Gustavo Maciel disse que a participação da Câmara nesse momento é de extrema importância. “Tenho certeza que todos os vereadores são sensíveis à causa e vamos trabalhar juntos para a aprovação do projeto. Por meio da devolução de recurso ao Executivo, proveniente das economias na Casa, iremos contribuir para amenizar a dor de tantas famílias neste momento tão difícil”, declarou. A fala do presidente foi endossada pelos vereadores presentes que se colocaram à disposição para analisar o projeto e votá-lo o quanto antes.

Já o prefeito Laércio Ribeiro afirmou que o auxílio é importante para que as famílias possam se reerguer. “Foram momentos muito tristes e esse apoio financeiro é mais uma forma que a Administração encontrou para ajudar as famílias, que perderam móveis, eletrodomésticos e utensílios e precisam retomar suas vidas. Estamos acompanhando tudo desde o início e temos a noção do quanto eles precisam desse benefício. É bom lembrar que estamos racionalizando e otimizando os recursos para podermos oferecer essa ajuda”, explicou.

Até o momento, a Prefeitura de João Monlevade não recebeu nenhum recurso financeiro dos governos estadual e federal em razão das chuvas. O município, assim como várias outras cidades de Minas Gerais, decretou situação de emergência.

A reunião realizada nesta manhã contou, ainda, com a presença dos vereadores Fernando Linhares (DEM), Rael Alves (PSDB), Gustavo Prandini (PTB), Vanderlei Miranda (PL), Percival Machado (Dr. Presunto – PDT), Doró da Saúde (PSD) e Bruno Cabeção (Avante), além do assessor parlamentar do vereador Leles Pontes (PRB), Fabiano Lobo Trindade. Também participou do encontro o assessor de Governo, Gentil Bicalho.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui