Rita Augusta Bicalho nasceu em São Gonçalo do Rio Abaixo no dia 29 de janeiro de 1919

Nesta sexta-feira, 25, a Câmara Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo homenageou a senhora Rita Augusto Bicalho pelos seus 100 anos. A homenagem é de autoria do vereador Marcos Antônio Bicalho. A senhora Rita irá completar 100 anos no dia 29 de janeiro.

Familiares, autoridades e a população participaram do evento.
Em discurso a filha da Homenageada Ignes Rita Bicalho Vieira falou da satisfação em comemorar a data e agradeceu aos vereadores por conceder a homenagem a sua mãe.

O prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho também parabenizou a homenageada e ressaltou a importância das homenagens oferecidas pela Câmara. “Estas homenagens valorizam os são gonçalenses e servem de exemplo para a população”, falou.

Durante sua fala, o secretário da Casa Marcos Antônio Bicalho destacou a importância do cuidados com os idosos. “Hoje vemos tantos casos de abandono com idosos, e esta família é prova de que o amor é a base mais importante no cuidado com o seu ente querido”, falou.

A vereadora Luciana Bicalho, que é neta da homenageada fez um discurso emocionada. Ela destacou o orgulho em participar da homenagem. “A nossa avó é exemplo de força, garra e determinação. Mesmo com todas as dificuldades, ela fez todo esforço para cuidar dos seus filhos com valores e princípios. Ela também é uma pessoa muito solidária que sempre ajudou as pessoas quando precisavam”, disse.

O presidente da Câmara Flávio Silva de Oliveira parabenizou a homenageada e destacou a importância das homenagens oferecidas pela Câmara. “Temos a satisfação em homenagear pessoas especiais do nosso município, como a senhora Rita, que nos honram e incentivam a preservar a história de nossa gente, cujo exemplo poderá ser seguido por muitas gerações”, disse.

Biografia

Rita Augusta Bicalho nasceu em São Gonçalo do Rio Abaixo no dia 29 de janeiro de 1919, na Fazenda do Carrapato, comunidade de Santa Rita de Pacas. Filha de Ludovice José Ferreira e Graciana Augusta dos Santos.

Ela foi criada pelos avós maternos, após o falecimento de sua mãe, quando ela tinha apenas um mês de idade. Casou com o senhor José Rafael Bicalho (Zezito) com quem teve 12 filhos, 24 netos, 22 bisnetos e 01 Tataraneta.

Além de cuidar dos filhos, a senhora Rita fazia quitandas, ajudava na colheita do café, cuidava da horta e das galinhas e costurava. Trabalhava ativamente na fabricação de farinha e polvilho, que também eram fonte de renda da família. Considerada uma pessoa caridosa, Rita ajudou muito as pessoas necessitadas que viviam na comunidade.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui