Câmara de Vereadores faz sessão relâmpago; reajuste dos servidores tramita na Casa

Reunião desta quarta-feira teve Plenário vazio e discursos cortados

Durou meia hora a reunião ordinária da Câmara de Vereadores de João Monlevade. O encontro ocorreu na tarde desta quarta-feira (18) e não foi aberto ao público devido à pandemia do novo coronavírus. O canal do Legislativo no Youtube fez a transmissão da reunião.

Os vereadores cortaram os discursos e foram direto para votação do Projeto de Resolução 424/2019, de iniciativa da Mesa Diretora, que Institui a Medalha Especial Jean Antonie Félix Dissandes de Monlevade. A honraria é destinada a homenagear todo o cidadão residente em João Monlevade que tenha completado 100 anos de idade. A matéria foi aprovada e segue para tramitação em segundo turno e redação final.

Também está em tramitação na Câmara o projeto de lei que concede reajuste aos servidores públicos. A matéria é de autoria da Prefeitura e prevê aumento salarial de 5% ao funcionalismo municipal e R$ 15,00 de reajuste no vale-alimentação da categoria. A proposta do Sintramon – sindicato da categoria – é o aumento de 18,2% nos salários e R$ 165,00 no cartão de refeição.

A presidente do Sintramon, Isaura Bicalho, em rede social, ponderou que a proposta da Prefeitura de  João Monlevade não será votada em assembleia devido a restrição de reuniões públicas por conta do coronavírus. “A preocupação é com o trabalhador e a população”, enfatizou a sindicalista que afirmou que a aprovação dos índices está nas mãos dos vereadores. “Vamos deixar para que os vereadores tomem decisão sobre projeto de lei do reajuste este ano”, disse.

O reajuste dos agentes políticos do município de João Monlevade também tramita na Câmara de Vereadores. O projeto de lei é de iniciativa da Mesa Diretora. O índice do aumento não foi informado.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui