Canil de João Monlevade é depósito de animais, afirma ativista

Presidente de Associação denunciou que cachorros precisam conviver em meio a sujeira por falta de limpeza adequada no canil de João Monlevade

Num desabafo cheio de emoção e pedido de socorro, a presidente da Associação Cãopanhia do Bem, Karen Sartori, esteve na Câmara de Vereadores de João Monlevade, na última quarta-feira (16), e fez um apelo aos parlamentares para que intercedam pelo bom funcionamento do canil municipal.

Anúncios

A ativista denunciou que o local não tem sido limpo de maneira correta e que funcionários lotados na secretaria de Serviços Urbanos – que tem o canil como uma das responsabilidades – têm se esquivado do trabalho. Ela lamentou a situação e relatou que por inúmeras vezes os voluntários da Associação já chegaram ao canil e encontraram o lugar em situação lastimável. “O canil está servindo como um depósito de animais”, apontou.

Continue lendo após o anúncio

Num dos exemplos citados, Karen pontuou a falta de asseio no recolhimento das fezes dos cães. Em outro caso, ela citou um poodle que foi abandonado no canil com ‘bicheiras’. Antes mesmo de ser socorrido pelos voluntários, que conseguira atendimento veterinário para o animalzinho, ele foi eutasianado. “Procedimentos simples como esse viram caso de eutanásia”, comentou.

A ativista alertou ainda que a falta de limpeza e a grande circulação de vírus no canil provoca a morte de animais sadios. “A higiene é a principal forma de controle de zoonoses. Eu faço um apelo para que não mandem animais para o canil, porque do jeito que lá está, cães sadios ficam rapidamente doentes por conta dos vírus”, disse a defensora que completou: “ou fechem o canil do jeito que ele está [porque a situação é preocupante] ou se movimentem para nos ajudar para que isso não ocorra. Queremos que o canil funcione com dignidade, funcionalidade e respeito aos animais”.

A presidente da Cãopanhia do Bem, ao fim do seu discurso, afirmou que a Associação irá usar redes sociais para divulgar vídeos da real situação do canil. Ela também entregouu um documento para o presidente da Câmara, Djalma Bastos (PSD) com pedido de medidas a serem tomadas no canil. O vereador alegou que as denúncias serão acolhidas pela Casa e determinou que a Comissão de Saúde do Legislativo faça visita e abre processo de sindicância para apurar as irregularidades apontadas pelos defensores dos animais.

A prefeita Simone Moreira (PSDB) foi procurada para comentar o assunto. No entanto, até a publicação dessa edição, não havia se manifestado sobre as denúncias.

Karen pontuou a falta de asseio no recolhimento das fezes dos cães. Foto: Divulgação/Cãopanhia do Bem
Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui